Edição do dia

Terça-feira, 18 de Junho, 2024
Cidade do Santo Nome de Deus de Macau
nuvens dispersas
31.7 ° C
34.8 °
30.9 °
89 %
5.1kmh
40 %
Ter
32 °
Qua
31 °
Qui
30 °
Sex
30 °
Sáb
30 °

Suplementos

PUB
PUB
Mais
    More
      InícioSociedadeHarmonia no local de trabalho e salário são os factores que mais...

      Harmonia no local de trabalho e salário são os factores que mais motivam os funcionários públicos

      Um inquérito levado a cabo pela Federação das Associações dos Trabalhadores da Função Pública de Macau mostra que o salário e a harmonia no local de trabalho são os factores que mais motivam os funcionários públicos. Por outro lado, segundo o inquérito, a maioria dos funcionários públicos não gosta de alterar os procedimentos habituais para resolver melhor os problemas no trabalho.

       

      A Federação das Associações dos Trabalhadores da Função Pública de Macau realizou um inquérito a mais de 1.400 funcionários públicos e os resultados, divulgados pelo jornal Ou Mun, mostram que o salário e a harmonia no local de trabalho são os factores mais motivadores.

      O inquérito avaliou cinco aspectos da valorização do trabalho e, numa escala de cinco pontos, os inquiridos classificaram a importância das relações interpessoais com 4,1 pontos. Os benefícios do trabalho e o salário obtiveram 3,9 pontos. A progressão na carreira teve 3,7 pontos. O interesse pelo conteúdo de trabalho teve 3,6 pontos. As ideias inovadoras ou alteração dos procedimentos habituais para resolver problemas teve 3,5 pontos.

      Além disso, os resultados deste inquérito revelam que 75% dos inquiridos salientaram a importância de uma liderança acessível e de um ambiente de trabalho harmonioso; cerca de 70% sublinharam a importância do crescimento contínuo e de melhores salários e benefícios, e quase 60% valorizaram um bom mecanismo de promoção e espaço para o desenvolvimento. Trabalho em equipa e oportunidades de mobilidade ascendente são mais relevantes para as necessidades dos funcionários públicos, refere a Federação das Associações dos Trabalhadores da Função Pública de Macau.

      A associação responsável pelo inquérito recomenda, por isso, a eliminação das barreiras institucionais e a construção de mecanismos de promoção e de desenvolvimento de carreira diversificados e articulados, de modo a que as pessoas de todas as idades possam trabalhar para subir na hierarquia do seu local de trabalho.

      Em termos de práticas de valores, a coerência entre os seus empregos actuais e os valores que procuram obteve uma classificação de 2,8 numa escala de 10. Para 23% dos trabalhadores, os seus empregos estão de acordo com os seus valores pessoais. Já 29% acreditam que o que fazem não vai de encontro com os seus valores.

      Com base nos resultados do inquérito, a unidade de investigação recomenda que sejam tidos em conta os valores profissionais dos funcionários públicos e as diferenças entre gerações, e que seja encontrado um equilíbrio científico e razoável entre a prossecução de diferentes valores e as modalidades de trabalho dos funcionários públicos, de modo a aumentar o seu sentimento de satisfação profissional.

      A associação recomenda, por isso, que os serviços públicos apliquem medidas como regimes de incentivo e programas de criatividade para encorajar os funcionários públicos a contribuir activamente com ideias e a dar um impulso criativo ao seu trabalho diário.