Edição do dia

Sábado, 22 de Junho, 2024
Cidade do Santo Nome de Deus de Macau
nuvens dispersas
30.9 ° C
31.9 °
30.9 °
79 %
4.1kmh
40 %
Sáb
31 °
Dom
30 °
Seg
30 °
Ter
30 °
Qua
30 °

Suplementos

PUB
PUB
Mais
    More
      InícioSociedadeRevitalização concluída: Lai Chi Vun pode abrir ao público no final do...

      Revitalização concluída: Lai Chi Vun pode abrir ao público no final do mês  

      O Instituto Cultural prevê que os Estaleiros Navais de Lai Chi Vun vão começar a acolher visitantes o mais brevemente a partir do final deste mês, após uma obra de restauro e consolidação do bem imóvel classificado que demorou três trimestres. O IC vai lançar no local uma exposição sobre a história dos estaleiros navais, bem como uma feira especial de fim de semana.

       

      As obras de revitalização das Parcelas X11-X15 dos Estaleiros Navais de Lai Chi Vun foram já concluídas, sendo que o espaço deverá ser aberto ao público no final deste mês ou no início de Julho, adiantou o Instituto Cultural (IC).

      Segundo a presidente do IC, Leong Wai Man, a primeira fase da abertura dos Estaleiros Navais de Lai Chi Vun vai contar com a instalação de uma exposição, uma feira e um espaço de lazer e recreação. A exposição, que terá lugar numa das parcelas revitalizadas, vai exibir a história da Vila de Lai Chi Vun, as informações da área dos estaleiros, bem como a apresentação da arte da construção naval.

      As autoridades planeiam ainda a criação de uma “feira especial” de fim de semana dos Estaleiros Navais de Lai Chi Vun, que se realiza de sexta-feira a domingo e nos feriados públicos, estando prevista para arrancar também no final do mês, “com o objectivo de enriquecer a experiência turística, cultural e de lazer dos residentes e turistas”.

      “A feira especial dos Estaleiros Navais de Lai Chi Vun estará aberta entre sexta-feira a domingo e nos feriados públicos, das 15:00 horas às 19:00 horas, e terá 15 stands, onde serão exibidas e vendidas lembranças da cultura típica de Coloane, produtos originais, petiscos típicos, entre outros”, revelou o IC. O organismo salientou ainda que vai promover feiras e actividades de diferentes temas para reforçar o ambiente artístico e cultural no local.

      As inscrições para os stands são totalmente gratuitas. O prazo da inscrição terminou na passada quarta-feira, e o organismo afirmou que recebeu “muitas candidaturas para os stands especiais”, e “as autoridades esperam injectar mais elementos característicos de Coloane” na selecção das candidaturas, segundo Leong Wai Man, em declarações à Rádio Macau em língua chinesa.

      Leong Wai Man observou que a zona da primeira fase da abertura terá um posicionamento mais focado em lazer, enquanto o IC está a ponderar sobre o das outras zonas deste bem imóvel classificado.

      “O posicionamento de outras parcelas do local se calhar precisa ainda de mais elementos mais diversificados, por exemplo, uma sala de exposição formal, como já tínhamos mencionado, ou provavelmente introduzirmos elementos comerciais de maior escala, como um espaço de restauração”, avançou. Entretanto, a líder do IC acredita que, depois do restauro, a transferência de função do espaço ou introdução de novos elementos vai levar algum tempo para ser totalmente concluída.

      Leong Wai Man garantiu, ao mesmo tempo, que o IC vai continuar a auscultar as opiniões do público após a abertura dos Estaleiros Navais de Lai Chi Vun, esperando que no futuro a restante área seja restaurada e revitalizada, e depois aberta de forma faseada.

      Recorde-se que o IC apresentou o plano de revitalização parcial, das parcelas X11-X15, de Lai Chi Vun, em Setembro de 2020, cuja obra foi iniciada no terceiro trimestre do ano passado. O projecto envolve uma área total de 4.600 metros quadrados e o orçamento fixou-se em 42 milhões de patacas.

      Por outro lado, o IC lançou também o concurso “Estaleiros Navais de Lai Chi Vun – Lotes X11 a X15 – Proposta de Projecto para Instalações de Arte Pública e Equipamentos Públicos”, visando “enriquecer a vertente recreativa do local” e “promover a participação de jovens arquitectos talentosos de Macau em assuntos comunitários”. A apresentação de propostas vai terminar a 13 de Julho.