Edição do dia

Quarta-feira, 19 de Junho, 2024
Cidade do Santo Nome de Deus de Macau
chuva fraca
30.9 ° C
32.9 °
30.9 °
84 %
5.1kmh
40 %
Qua
31 °
Qui
30 °
Sex
30 °
Sáb
30 °
Dom
30 °

Suplementos

PUB
PUB
Mais
    More
      InícioSociedadeHomem do Continente terá assassinado jovem no Cotai após disputa sobre dinheiro...

      Homem do Continente terá assassinado jovem no Cotai após disputa sobre dinheiro  

      Foi detido no interior da China o suspeito de um caso de homicídio no Cotai na semana passada. O indivíduo terá matado um homem de 27 anos, agredindo-o na cabeça com uma garrafa térmica, estrangulando-o de seguida, devido a uma disputa com dinheiro. Na conferência de imprensa da passada sexta-feira, um dia depois de se ter descoberto o caso, a Polícia Judiciária avançou que o indivíduo foi preso em Guangdong.

       

      O caso de homicídio num quarto de hotel no Cotai levou à detenção de um homem do Continente, de 44 anos, que terá roubado a vida de um jovem de 27 anos e fugido para o interior da China. A vítima, também do Continente, foi encontrada morta num quarto de hotel no Cotai na passada quinta-feira à tarde, com vários ferimentos no corpo.

      De acordo com a Polícia Judiciária (PJ), o suspeito entrou em Macau em meados do mês passado e encontrava-se em estado de excesso de permanência quando teve lugar o caso. Já o falecido, que conheceu o suspeito há cerca de meio mês, chegou ao território no final do mês passado com o intuito de praticar câmbio ilegal de moeda, e hospedou-se no mesmo quarto com o suspeito, que era também seu cliente na troca de moeda.

      A investigação policial apurou que o indivíduo entrou, pela última vez, no quarto pelas 2h00 da madrugada de quinta-feira, quando o jovem já estava a descansar. Segundo a PJ, citada pelo Jornal Ou Mun, cerca de duas horas depois, o suspeito saiu do local com uma mala de bagagem e um saco, e, depois disso, ninguém entrou no quarto até à descoberta do cadáver do jovem.

      O alegado autor do homicídio deixou Macau logo de manhã no mesmo dia, através do posto fronteiriço de Qingmao após ter concluído os procedimentos de multas por excesso de permanência.

      O crime foi descoberto por um funcionário do hotel às 17h. A polícia chegou ao local para uma avaliação preliminar e constatou que o falecido tinha uma laceração de dois centímetros na cabeça, além disso, verificaram-se múltiplos ferimentos na cabeça, pescoço, braços e costas. As autoridades referiram ainda que no quarto de hotel havia manchas de sangue e sinais de alterações e conflitos físicos.

      Segundo a PJ, a perícia preliminar revelou que a vítima foi atingida na cabeça por um objecto duro, com múltiplas equimoses nos lábios e garganta, havendo marcas de estrangulamento no pescoço. Acredita-se que a vítima terá sido violentamente atacada na cabeça e, em seguida, estrangulada com as mãos e cinturão do roupão.

      Além disso, a polícia descobriu que o jovem tinha ficado sem 170 mil renminbis, bem como os seus documentos de identificação, um anel de ouro e um telemóvel, suspeitando-se que foi roubada após ter perdido a vida.

      As autoridades policiais de Macau notificaram de imediato a polícia do interior da China sobre o caso, tendo as autoridades de Guangdong e Zhuhai detido o suspeito em Chaozhou, na província de Guangdong, perto das 23 horas.

      No interrogatório, o detido confessou à polícia do Continente que tinha conflitos com o falecido por questões financeiras, e acabou por agredi-lo na cabeça com uma garrafa térmica. Recusou-se, porém, a dar mais pormenores do caso, incluindo o paradeiro dos bens perdidos por parte da vítima.

      O suspeito poderá enfrentar acusações de crimes de homicídio qualificado e roubo. A PJ avançou que, dado que o homem foi detido na China Continental, as autoridades judiciais dos dois locais ainda estão a comunicar para decidir se o suspeito será entregue à RAEM para o respectivo processo jurídico.