Edição do dia

Quarta-feira, 19 de Junho, 2024
Cidade do Santo Nome de Deus de Macau
chuva fraca
30.9 ° C
32.9 °
30.9 °
84 %
5.1kmh
40 %
Qua
31 °
Qui
30 °
Sex
30 °
Sáb
30 °
Dom
30 °

Suplementos

PUB
PUB
Mais
    More
      InícioSociedadeIC prevê conclusão do projecto de revitalização de Lai Chi Vun no...

      IC prevê conclusão do projecto de revitalização de Lai Chi Vun no primeiro semestre

      O Instituto Cultural (IC) prevê que as obras de revitalização e restauro dos Estaleiros Navais de Lai Chi Vun estejam concluídas na primeira metade deste ano. Espera-se que as zonas renovadas possam ser abertas ao público já no segundo trimestre. O organismo planeia introduzir posteriormente espaços comerciais no local. Já no que toca à segunda fase de renovação da Antiga Fábrica de Panchões Iec Long, o IC está a estudar a hipótese de acrescentar cafetarias e instalações recreativas para pais e filhos.

      A conclusão da revitalização e reparação das cinco parcelas dos Estaleiros Navais de Lai Chi Vun, em Coloane, está prevista para o primeiro semestre deste ano. A informação foi avançada pelo Instituto Cultural (IC), que garantiu que a estrutura existente dos estaleiros navais será mantida tanto quanto possível, de forma a preservar ao máximo a aparência original.

      De acordo com o organismo, o projecto de revitalização de Lai Chi Vun teve início no terceiro trimestre do ano passado, esperando-se que as obras de renovação e consolidação das instalações das parcelas X11-X15 estejam terminadas entre o primeiro e segundo trimestre e, muito provavelmente, serão introduzidos elementos comerciais e espaços para actividades ao ar livre no local, no futuro.

      O Conselho Consultivo de Serviços Comunitários das Ilhas realizou esta terça-feira a primeira reunião ordinária do ano, com a presença do chefe do Departamento do Património Cultural do IC, Choi Kin Long, para apresentar os trabalhos de revitalização relativos aos Estaleiros Navais de Lai Chi Vun e à Antiga Fábrica de Panchões Iec Long.

      Citado pelo All About Macau, o coordenador-adjunto do Conselho, Ng Hong Kei, revelou, à margem da reunião, que o IC está a planear acrescentar gradualmente nos estaleiros navais áreas culturais e criativas, restaurantes e mercados.

      “Está previsto que as áreas revitalizadas e reparadas sejam inicialmente abertas ao público no segundo trimestre deste ano, enquanto a construção das partes comerciais envolve procedimentos administrativos e concursos públicos, espera-se que possam ser feitas ainda este ano”, apontou.

      Segundo a informação das autoridades, os Estaleiros Navais de Lai Chi Vun foram construídos nos anos 50, tendo sido posteriormente formado um aglomerado de estaleiros navais que ofereciam serviços de construção naval e reparação de barcos. No entanto, devido à diminuição no volume de pesca e concorrência de regiões vizinhas, a indústria da construção de barcos entrou em declínio nos anos noventa, os estaleiros navais em Lai Chi Vun fecharam, com o último barco construído na zona em 2006.

      O IC apresentou o plano de revitalização parcial de Lai Chi Vun em Setembro de 2020, das parcelas X11-X15 como um ponto inicial, sendo criados espaços recreativos para o público, incluindo feitas culturais e criativas, uma praça de lazer e um espaço multifuncional e uma sala de exposições de fabrico de cal. O projecto envolve uma área total de 4.600 metros quadrados e o orçamento fixa-se em 42 milhões de patacas.

      No que diz respeito à Antiga Fábrica de Panchões Iec Long, onde inaugurou no mês passado o passadiço com um percurso de cerca de 400 metros, Ng Hong Kei citou o representante do IC e referiu que o Governo irá iniciar a segunda fase de trabalhos de restauro e revitalização da fábrica.

      “A próxima fase será para juntar cafeterias e instalações de diversões em família, renovando os antigos prédios de fábricas, iniciando as obras de reordenamento dos canais e lagos e melhorar o sistema de abastecimento de água e de drenagem”, adiantou. Ng Hong Kei frisou, entretanto, que o projecto ainda está em fase de pesquisa e concepção e o Governo ainda não tem uma decisão final, mas vai tentar manter o mais possível a construção original.

      Durante a reunião, os membros do Conselho mostraram-se atentos à optimização das instalações de Iec Long. O coordenador-adjuntos, Liu Fengming, ressalvou que as duas entradas da antiga fábrica de panchões estão relativamente “ocultas” para o público, dado que a entrada principal, que se situa perto da Rua do Cunha, tem o sinal de entrada escondida pelo Auto-silo de Chun Su Mei. Já a outra entrada não indica claramente ser dirigida à fábrica de panchões Iec Long.

      O membro do Conselho Leong Chon Kit apelou ao Governo para aproveitar o espaço para desenvolvimento cultural, sugerindo tomar como referência a gestão dos parques culturais e criativos de Songshan e Huashan, em Taipé, onde têm sido introduzidos exposições de artistas locais e do exterior, bem como espetáculos periódicos.