Edição do dia

Terça-feira, 7 de Fevereiro, 2023
Cidade do Santo Nome de Deus de Macau
nuvens dispersas
17.9 ° C
19.9 °
17.9 °
94 %
1kmh
40 %
Ter
22 °
Qua
19 °
Qui
20 °
Sex
20 °
Sáb
20 °

Suplementos

PUB
PUB
Mais
    More
      Início Sociedade MIECF reúne especialistas para debater baixo carbono

      MIECF reúne especialistas para debater baixo carbono

      Durante o evento, serão realizadas quatro sessões para as quais foram convidados especialistas, académicos, líderes do sector e profissionais da China continental e de Macau, para participarem e discutirem temas populares e actuais no âmbito da protecção ambiental. Entre os oradores, destaca-se o académico Hao Jiming, estudioso de renome a nível nacional.

      O Fórum e Exposição Internacional de Cooperação Ambiental de Macau (MIECF) decorrerá entre 9 e 11 de Dezembro, na Cotai Expo do Venetian Macao, sob o tema “Aposta no Desenvolvimento Verde, Rumo à Dupla Meta de Carbono”, anunciou ontem a organização, em comunicado de imprensa.

      Durante o evento, serão realizadas quatro sessões do Fórum Verde, para as quais foram convidados especialistas, académicos, líderes do sector e profissionais do interior da China e de Macau, para participarem e discutirem temas populares e actuais no âmbito da protecção ambiental. A “Dupla Meta de Carbono” e as “Energias Limpas e de Baixo Carbono” serão o foco deste ano.

      As sessões, a realizar na tarde do segundo dia, terão como tema “Transição Energética e Qualidade do Ar – Rumo a um Futuro Descarbonizado”. Sob a premissa de combate global às alterações climáticas, de conservação energética e de redução das emissões, o desenvolvimento das energias de baixo carbono e das tecnologias de conservação energética tornar-se-á uma forte tendência. De entre os oradores, destaca-se o académico Hao Jiming, professor da Universidade de Tsinghua, considerado um estudioso de renome a nível nacional.

      Na sessão será ainda abordado o tema “Promover a transformação verde para sistemas de transportes de baixo carbono para alinhar com a mitigação de poluentes atmosféricos e gases com efeito de estufa”. Refere a organização no mesmo comunicado que “será revisto o sistema de controlo de emissões por quilometragem e o estado actual da poluição provocada pelas emissões provenientes do tráfego na Grande Baía”.

      De igual modo, serão ainda abordadas as políticas e experiências de controlo da poluição de outras cidades internacionais da área da Grande Baía, “com vista a debater as contramedidas para o desenvolvimento combinado entre a mudança da estrutura energética da área, o ajuste da estrutura dos transportes e o suporte de gestão e controlo inteligente”. “Olhando ao caso típico da promoção dos veículos movidos a novas energias, a análise do efeito sinergético da promoção destes veículos numa escala mais alargada no futuro, terá como objectivo melhorar a qualidade do ar, reduzir as emissões de gases com efeito de estufa e salvaguardar os benefícios para a saúde dos residentes”, enfatiza a organização.

      Os oradores irão igualmente abordar temas como o “Progresso e potencial da exploração e desenvolvimento do gás de xisto na China”, as “Acções e Perspectivas de Pequim para Enfrentar as Mudanças Climáticas”, uma “Discussão sobre a Prevenção e Controlo da Poluição do Ar no Delta do Rio das Pérolas no âmbito do ’14.º Plano Quinquenal’”, o “Estudo sobre o caminho para a mudança energética de baixo carbono na área da Grande Baía em direcção ao pico de emissões de CO² e neutralidade carbónica” e a “Discussão sobre o Desenvolvimento de Baixo Carbono do Sistema de Electricidade de Macau”.

      Nota também o mesmo comunicado que o Governo “tem promovido várias políticas e medidas para melhorar as fontes móveis de poluição do ar, em que a promoção dos transportes verdes é uma das tarefas chave, tendo colocado o alvo da sua atenção nos novos veículos importados, nos veículos em circulação, nos combustíveis para veículos e na promoção de eco-veículos, entre outros domínios”.