Edição do dia

Sábado, 22 de Junho, 2024
Cidade do Santo Nome de Deus de Macau
nuvens dispersas
30.9 ° C
31.9 °
30.9 °
79 %
4.1kmh
40 %
Sáb
31 °
Dom
30 °
Seg
30 °
Ter
30 °
Qua
30 °

Suplementos

PUB
PUB
Mais
    More
      InícioSociedadeTufão Nalgae passou despercebido em Macau

      Tufão Nalgae passou despercebido em Macau

      Apesar de ter sido içado o sinal n.º 8 de tempestade tropical, a verdade é que o tufão causou pouco impacto no território. A situação geral da cidade manteve-se estável, não tendo as autoridades registado incidentes ou vítimas resultantes da tempestade tropical. Um total de dez voos foram cancelados no Aeroporto Internacional de Macau.

      Sob a influência do ciclone tropical Nalgae, a Direcção dos Serviços Meteorológicos e Geofísicos (SMG) içou o sinal n.º 8 de tempestade tropical pelas 21h30 do dia 2 de Novembro, mas o tufão passou quase despercebido em Macau.

      Apesar de declarado o estado de prevenção imediata, tendo os membros da estrutura de protecção civil deslocado ao Centro de Operações de Protecção Civil (COPC) para ultimar os trabalhos preparativos para a resposta à tempestade tropical, durante a passagem da tempestade, “a situação geral da cidade tem-se mantido estável, as infra-estruturas de abastecimento de água, de fornecimento de electricidade e básicas para a vida da população têm funcionado normalmente, não tendo o COPC registado incidentes ou vítimas resultantes da tempestade tropical”, anunciaram ontem, em comunicado, os Serviços de Polícia Unitários (SPU).

      O Instituto de Acção Social (IAS) activou o nível I do mecanismo de abertura dos centros de abrigo, tendo aberto ao público quatro centros de abrigo. Durante a abertura das referidas instalações, as mesmas foram utilizadas apenas por uma pessoa, lê-se ainda no comunicado dos SPU.

      Um total de dez voos foram cancelados no Aeroporto Internacional de Macau.

      Após o Nalgae ter tocado a terra em Zhuhai, os SMG baixaram o sinal de tempestade tropical para o n.º 3 pelas 7h00 de ontem, tendo as pontes do território sido reabertas àcirculação de veículos na mesma altura. O posto fronteiriço da Ilha de Hengqin também retomou o funcionamento pelas 7h. A prestação de serviços médicos não urgentes e o funcionamento de postos de vacinação e testagem à Covid-19, também foram retomados.

      O tufão Nalgae, que provocou mais de uma centena de mortes nas Filipinas, enfraqueceu de ciclone tropical para depressão tropical antes de ter atingido terra. Contudo, as autoridades indicaram que as aulas dos ensinos infantil, primário, secundário e especial ficariam suspensas durante todo o dia de quinta-feira.

      Em jeito de balanço, o secretário para a Segurança e Comandante de Acção Conjunta (CAC), Wong Sio Chak, salientou que os membros da estrutura de protecção civil coordenaram-se de “forma eficiente, tendo as medidas de prevenção sido devidamente implementadas”. “Agradeço ao pessoal da linha de frente pelos esforços empenhados nos seus postos e aos membros da estrutura de protecção civil pela cooperação eficaz, tendo assegurado em conjunto a vida e bens dos residentes”, referiu.

      Concluída a passagem da Nalgae, as Filipinas preparam-se para receber, durante a próxima semana, outra tempestade, que chegará pela costa leste e que provocará mais chuva, embora os meteorologistas prevejam que este segundo fenómeno meteorológico, baptizado de Banyan, chegue já sob a forma de uma depressão tropical.