Edição do dia

Quarta-feira, 7 de Dezembro, 2022
Cidade do Santo Nome de Deus de Macau
céu pouco nublado
15.9 ° C
17.1 °
15.9 °
77 %
8.2kmh
20 %
Qua
20 °
Qui
21 °
Sex
22 °
Sáb
22 °
Dom
21 °

Suplementos

PUB
PUB
Mais
    More
      Início Sociedade Vivendas de Mong-Há e a Galeria Tap Seac abrirão, em breve, ao...

      Vivendas de Mong-Há e a Galeria Tap Seac abrirão, em breve, ao público  

      Usadas actualmente como postos de teste de ácido nucleico, as duas instalações culturais serão devolvidas ao Instituto Cultural depois de “limpas e desinfectadas”, revelou o director dos Serviços de Saúde em resposta a uma interpelação escrita da deputada Wong Kit Cheng.

       

      Espaços culturais da cidade emprestados aos Serviços de Saúde para servirem como postos de teste de ácido nucleico, abrirão, em breve, ao público nas suas reais funções. É o caso das Vivendas de Mong-Há, que o Centro de Coordenação de Contingência do Novo Tipo de Coronavírus já entregou ao Instituto Cultural (IC) no passado dia 15 de Setembro, e ainda da Galeria do Tap Seac, que ainda será desocupada na próxima sexta-feira, dia 30 de Setembro.

      A boa-nova foi dada pelo director dos Serviços de Saúde, Alvis Lo, em resposta a uma interpelação escrita da deputada da Assembleia Legislativa (AL) Wong Kit Cheng, que sugeriu menos estações de testes de ácido nucleico na normalização da prevenção e controlo da Covid-19, por forma a serem desocupadas infra-estruturas cujo propósito é reservado a outras finalidades. “A partir do dia 2 de Agosto do corrente ano, o IC deu início à reabertura ao público de estabelecimentos culturais subordinados, sendo o programa de lançamento de espaços artísticos e culturais reactivado em paralelo para a utilização tanto dos trabalhadores artísticos e culturais, como do público. Até ao passado dia 2 de Setembro, apenas as Vivendas de Mong-Há e a Galeria Tap Seac continuam a servir-se como postos de teste de ácido nucleico, devendo as quais ser devolvidas ao IC aos próximos dias 15 e 30 de Setembro, respectivamente. Logo que os espaços acima mencionados estiverem limpos e desinfectados, o IC irá reabri-los para a utilização do público”, referiu o responsável da autoridade sanitária do território.

      Alvis Lo sublinhou, no entanto que, por forma “a efectuar o ajuste dinâmico em relação às medidas de prevenção e controlo e à distribuição dos postos de teste de ácido nucleico, consoante a evolução epidémica”, o teste de ácido nucleico “é um meio importante de prevenção e controlo contra pandemia”. “Actualmente, a Covid-19 constitui ainda uma ameaça para Macau. No sentido de assegurar a saúde pública e a segurança de Macau, os Serviços de Saúde, após o surto epidémico que começou no dia 18 de Junho, actualizaram as orientações sobre a realização periódica do teste de ácido nucleico para os grupos profissionais chave, nas quais foram elencadas um total de 25 categorias e 48 subcategorias de grupos profissionais chave, tendo determinado a frequência da realização de testes de ácido nucleico, em conformidade com o risco encontrado durante o trabalho de cada categoria, para, assim, consolidar a eficácia da prevenção e controlo da epidemia do novo tipo de coronavírus em Macau”, notou.

      Wong Kit Cheng havia referido que “com a normalização da prevenção e controlo, as deslocações e actividades da população voltaram ao normal”. Mas também aponta que “é de notar que muitos profissionais do sector artístico-cultural estiveram sem trabalho nem rendimento durante o surto da epidemia”. “Com vista a facilitar a realização de testes de ácido nucleico por parte da população, o Governo aproveitou os parques e as zonas de lazer das diversas áreas da cidade para instalar postos de teste de ácido nucleico ao ar livre, de modo a que os residentes pudessem realizar o teste de ácido nucleico nas suas proximidades”, disse Alvis Lo.