Edição do dia

Quinta-feira, 23 de Maio, 2024
Cidade do Santo Nome de Deus de Macau
nuvens dispersas
25.8 ° C
25.9 °
24.9 °
89 %
3.1kmh
40 %
Qui
26 °
Sex
26 °
Sáb
26 °
Dom
28 °
Seg
29 °

Suplementos

PUB
PUB
Mais
    More
      InícioEconomiaMGM prepara proposta para concessão de jogo e anuncia que Pansy Ho...

      MGM prepara proposta para concessão de jogo e anuncia que Pansy Ho se mantém como directora-geral

      Pansy Ho vai manter-se no cargo de directora-geral da MGM Grand Paradise, anunciou a operadora de jogo numa nota enviada à Bolsa de Hong Kong. A empresária vai aumentar para 15% a sua participação nas acções da empresa. A MGM China Holdings indicou também que, à luz do concurso para as concessões de jogo, serão injectadas 4,8 mil milhões de patacas na MGM Grand Paradise.

       

      A MGM China Holdings anunciou ontem, numa nota enviada à Bolsa de Valores de Hong Kong, que Pansy Ho vai manter-se no cargo de directora-geral da MGM Grand Paradise, sendo que a sua participação na empresa vai aumentar para 15%, de forma a cumprir as normas estipuladas na nova lei do jogo. Até aqui, Pansy Ho detinha 10% das acções da MGM Grand Paradise. Recorde-se que a nova lei do jogo aumenta para 15% as acções detidas pelos administradores-delegados residentes permanentes da RAEM.

      Além disso, a MGM China indicou que serão injectados cerca de 4,8 mil milhões de patacas na MGM Grand Paradise, que actualmente detém uma subconcessão de jogo. A lei do jogo, que entrou em vigor no dia 23 de Junho, prevê que as futuras concessionárias tenham um capital social de pelo menos cinco mil milhões de patacas. Anteriormente, o limite mínimo de capital social era de 200 milhões de patacas. A MGM Grand Paradise confirmou que irá apresentar uma proposta para uma concessão de jogo.

      Além disso, a MGM Grand Paradise irá também emitir e atribuir 4.070.000 acções de Classe A e 730.000 acções de Classe B à MGM China. As 730.000 acções de Classe B serão transferidas para Pansy Ho a uma pataca. Após a conclusão da transacção, a MGM China irá deter 84,6% de participação na MGM Grand Paradise, enquanto Pansy Ho deterá 15% e a MGM Resorts International controlará 0,4%.

      Na nota da MGM lê-se também que, se o resultado do concurso para a concessão da licença de jogo for bem sucedido, Pansy Ho irá ser remunerada com 8 milhões de dólares norte-americanos por ano pelo cargo de directora-geral. A empresária irá também receber o pagamentos de incentivos baseados nos resultados antes de juros, impostos, depreciação e amortização (EBITDA) da MGM Grand Paradise. Fazendo as contas, ao longo de dez anos, Pansy Ho poderá arrecadar 95 milhões de dólares norte-americanos.

      No exercício financeiro do primeiro semestre, a MGM tinha registado prejuízos líquidos de 2,4 mil milhões de dólares de Hong Kong, mais 38,7% do que em 2021. Os primeiros relatórios da MGM Resorts International revelaram perdas de cerca de 337 milhões no EBITD, contrariando os ganhos de 200 milhões obtidos entre Janeiro e Junho de 2021, e de uma quebra de 31,6% nas receitas totais, de 3,22 mil milhões.

      Recorde-se que o concurso público para a atribuição das novas concessões de jogo em Macau está aberto desde o dia 29 de Julho e termina a 14 de Setembro. O Governo quer tudo pronto até ao final do ano, de modo a que as novas concessionárias comecem a operar a partir de 1 de Janeiro de 2023. O concurso abre a porta a, no máximo, seis operadoras. O prazo das novas concessões é de dez anos. As licenças atribuídas em 2001 eram válidas por 20 anos.

      Na selecção, o Governo terá em conta factores como os planos destinados à expansão dos mercados de clientes de países estrangeiros, a experiência na exploração de casinos ou em áreas relacionadas, o interesse para a RAEM proveniente dos investimentos em projectos relacionados e não relacionados com o jogo, o plano de gestão dos casinos, a proposta de fiscalização e prevenção de actividades ilícitas nos casinos e as responsabilidades sociais que pretendem assumir.

       

       

      PONTO FINAL