Edição do dia

Quarta-feira, 7 de Dezembro, 2022
Cidade do Santo Nome de Deus de Macau
céu limpo
17.9 ° C
21.6 °
17.9 °
72 %
7.2kmh
0 %
Qua
19 °
Qui
22 °
Sex
22 °
Sáb
22 °
Dom
21 °

Suplementos

PUB
PUB
Mais
    More
      Início Sociedade Telhas de edifício histórico no bairro de São Lázaro desabam

      Telhas de edifício histórico no bairro de São Lázaro desabam

      A polícia e os bombeiros receberam relatos de que o telhado de um edifício histórico no bairro de São Lázaro tinha desabado, na tarde da passada sexta-feira. O edifício em causa, de estilo português, está desocupado e situa-se na Rua de S. Roque nº.29 no Bairro de São Lázaro.

      A área de queda do telhado é de cerca de 2 metros por 0,6 metros. Após a vistoria, os funcionários da Direcção dos Serviços de Solos e Construção Urbana (DSSCU) constataram que não havia perigo imediato, indicando que o edifício não tinha sido alvo de manutenção ao longo do tempo e estava em ruínas. O desabamento não provocou feridos e nenhum outro local adjacente foi afectado.

      Segundo a resposta do Instituto Cultural (IC) à TDM, o edifício faz parte dos conjuntos do Bairro de São Lázaro e está sob propriedade privada. Mais tarde, o IC fará uma vistoria ao edifício em conjunto com a DSSCU e exigirá que os proprietários acompanhem a reparação e a manutenção de acordo com as disposições da lei de salvaguarda do património cultural.

      António José de Freitas, provedor da Santa Casa da Misericórdia de Macau, confirmou, ao jornal Ou Mun, que o edifício revelante é propriedade da Santa Casa da Misericórdia de Macau. António José de Freitas referiu que já em 2011 tinha pedido apoio financeiro da Fundação Macau para transformar este edifício e o edifício adjacente na Rua de S. Miguel nº.20 numa casa cultural chinesa e ocidental, apresentando a vida, história e cultura macaense, a fim de estabelecer um ponto de referência cultural na Freguesia de São Lázaro.

      Apesar de o plano ter sido proposto há muito tempo, não foi implementado e promovido pelo Governo, afirmou António José de Freitas. Muitos edifícios característicos existentes, como na zona do Bairro de São Lázaro e a zona do Lago Sai Van, são listados pelas autoridades como edifícios de interesse arquitectónico.

      “Tomando como exemplo os actuais edifícios característicos do bairro de São Lázaro, ao longo dos anos, as autoridades apenas prestaram atenção ao exterior dos edifícios e realizaram obras de renovação não-regulares, mas não conseguiram aproveitar o espaço interior dos edifícios e não permitiram que o proprietário fizesse alterações ou reparações”, afirmou o responsável da Santa Casa da Misericórdia, acrescentando que, com o tempo, os edifícios ficaram em ruínas. O provedor espera que as autoridades aproveitem esses edifícios característicos para dar um novo impulso à promoção do turismo comunitário.

       

      Ponto Finalhttps://pontofinal-macau.com
      Redacção do Ponto Final Macau