Edição do dia

Quarta-feira, 5 de Outubro, 2022
Cidade do Santo Nome de Deus de Macau
céu pouco nublado
30.9 ° C
32.9 °
30.9 °
74 %
4.1kmh
20 %
Qua
31 °
Qui
29 °
Sex
29 °
Sáb
29 °
Dom
29 °

Suplementos

PUB
PUB
Mais
    More
      Início Sociedade Novo caso de Covid-19 obriga a duas rondas de testes na zona...

      Novo caso de Covid-19 obriga a duas rondas de testes na zona do Porto Interior

      O Centro de Coordenação de Contingência do Novo Tipo de Coronavírus detectou mais um caso positivo de Covid-19. Em causa está um residente de Macau de 73 anos, tripulante de um cargueiro de Hong Kong e Macau. Segundo as autoridades, a variante deste caso é BA.2, comum na região vizinha. Devido a este caso, quem vive ou trabalha na zona do Porto Interior terá de realizar mais duas rondas de testes de ácido nucleico nos próximos dias.

       

      Foi detectado mais um caso positivo de Covid-19 em Macau. Ontem, as autoridades de saúde informaram que um residente de Macau, com 73 anos, que trabalha como tripulante de cargueiro de Hong Kong e Macau, testou positivo no teste de ácido nucleico.

      O Centro de Coordenação de Contingência do Novo Tipo de Coronavírus explica que os testes de ácido nucleico realizados pelo homem entre os dias 4 e 8 de Agosto deram sempre negativo. Entre os dias 7 e 9 de Agosto o homem esteve a trabalhar e na noite de dia 9 realizou um teste que, na manhã de ontem, deu positivo. O caso é considerado preliminarmente como caso importado de infecção.

      Segundo as autoridades sanitárias, os coabitantes deste paciente e os seus colegas do mesmo navio foram enviados para realização de teste de ácido nucleico e estão sujeitos a observação médica em quarentena. Os resultados dos testes de dois coabitantes e seis colegas do mesmo navio deram todos negativo.

      O Centro de Coordenação de Contingência do Novo Tipo de Coronavírus indicou também que a variante deste caso é a BA.2, “o com a linhagem BA.2 da variante Ómicron”.

      Para já, as autoridades conseguiram determinar o itinerário deste caso: Às 17h do dia 9 de Agosto, apanhou o autocarro n.º 6B na paragem da Praça de Ponte e Horta, para realizar o teste no Centro Hospitalar Conde de São Januário, depois apanhou o autocarro n.º H1 até à Rua de Campo para transferir o autocarro n.º 2; saiu da paragem da Praça de Ponte e Horta, e caminhou a pé para casa; saiu de casa por volta das 20h30 e foi trabalhar no cargueiro Hong Kong-Macau, no Cais A2, nº 6, do Terminal Marítimo do Porto Interior. No início da manhã de ontem foi confirmado como caso positivo no teste de ácido nucleico.

      Assim, o Edifício Mayfair Court, na Rua de Francisco António, onde o homem mora, é agora uma zona de código vermelho. Devido a este caso, os terminais marítimos 6ª e 6B, adjacentes ao Porto Interior, são consideradas zonas de código amarelo. Foi também suspenso o cais A2 n.º6 do Porto Interior, que será reaberto após os trabalhos de limpeza e desinfecção.

      Devido a este caso, “existe uma probabilidade de transmissão comunitária, não se pode descartar que as pessoas nas áreas periféricas dos terminais marítimos do Porto Interior possam ser alvos de uma potencial infecção”, indicam as autoridades sanitárias.

      Por isso, serão realizadas duas rondas de testes de ácido nucleico em zonas-alvo em que o caso positivo reside e trabalha. O primeiro teste começou a ser feito ontem e termina hoje. O segundo vai decorrer durante o dia de amanhã. Ou seja, quem vive na zona-alvo terá de realizar dois testes em três dias.

      A zona-alvo desta vez vai dos terminais marítimos do Porto Interior até às zonas periféricas da Praça de Ponte e Horta. Isto inclui: Praça de Ponte e Horta, Rua do Almirante Sérgio, Rua do Dr. Lourenço Pereira Marques, Travessa do Sal, Rua de João Lecaros, Rua dos Armazéns, Rua do Barão, Calçada da Feitoria, Rua da Prainha, Calçada de Francisco António, Rua do Seminário, Rua de Ponte e Horta.

      Estão incluídos sujeitos que vivem ou trabalhem nestes locais e também as pessoas que estiveram nos sítios referidos por um período superior a 30 minutos no dia 7 de Agosto ou data posterior.

      O Centro de Coordenação de Contingência enviará um SMS às pessoas que vivem nas zonas-alvo para os lembrar da necessidade de fazer uma marcação de teste. Se os dois testes de ácido nucleico em três dias não forem efectuados de acordo com os requisitos, o Código de Saúde irá ser convertido para a cor amarela no dia 13 de Agosto.

      Para a realização destas duas rondas de testes não há isenções para bebés ou crianças com menos de três anos, nem para idosos com dificuldade de locomoção que necessitem de cuidados de acompanhamento ou, as pessoas com deficiência.

       

      PONTO FINAL