Edição do dia

Quinta-feira, 23 de Maio, 2024
Cidade do Santo Nome de Deus de Macau
aguaceiros fracos
25.2 ° C
26.5 °
24.9 °
100 %
4.1kmh
40 %
Qui
26 °
Sex
25 °
Sáb
25 °
Dom
28 °
Seg
29 °

Suplementos

PUB
PUB
Mais
    More
      InícioEconomiaSector da restauração pede alívio de restrições

      Sector da restauração pede alívio de restrições

      A 23 de Julho, Macau entrou no período de consolidação. Os estabelecimentos comerciais e industriais puderam retomar as suas actividades, mas os restaurantes não, continuando limitados ao serviço de ‘takeaway’. Sou Wai Leong, presidente da Associação de Operários “Iam Sek Ip Kong Vui” de Macau, diz esperar o mais rápido possível o alívio das restrições impostas à restauração, para que os funcionários possam trabalhar e aliviar a pressão económica.

      Ao jornal Ou Mun, o responsável apontou que a associação recebeu recentemente muitos pedidos de ajuda por parte de restaurantes, uma vez que as restrições em resposta à epidemia têm tido um grande impacto nos estabelecimentos de comidas e bebidas. Como consequência, os trabalhadores deste sector estão geralmente em situação de desemprego, suspensão de negócios, suspensão de salários e subemprego, disse Sou Wai Leong. Sublinhando que o salário do sector dos estabelecimentos de comidas e bebidas não é alto, reiterou que os trabalhadores não conseguem enfrentar um surto repentino, o que faz com que a sua vida e a das suas famílias se torne muito difícil.

      Assim, a associação espera que o Governo relaxe gradualmente as restrições de suspensão do consumo e de serviço no interior dos restaurantes e tome medidas de prevenção, tais como, a imposição de um limite do número de pessoas ou a instalação de divisórias de plástico, por exemplo.

      Sou Wai Leong espera que o Governo acelere a atribuição do apoio pecuniário aos trabalhadores, apoiando os trabalhadores para que possam atender às despesas básicas de vida e aliviar a pressão enorme de vida causada pela suspensão do trabalho e dos negócios. O responsável espera também que o Governo possa ordenar um plano de recuperação económica o mais rápido possível e, ao estudar medidas relevantes, leve em consideração o alívio das dificuldades da população e estabilização da procura interna, de modo a garantir o emprego, a estabilização da economia e assegurar a qualidade de vida da população.

       

      Ponto Final
      Ponto Finalhttps://pontofinal-macau.com
      Redacção do Ponto Final Macau