Edição do dia

Segunda-feira, 16 de Maio, 2022
Cidade do Santo Nome de Deus de Macau
nuvens dispersas
19.9 ° C
19.9 °
18.8 °
88 %
8.2kmh
40 %
Seg
21 °
Ter
24 °
Qua
25 °
Qui
25 °
Sex
26 °

Suplementos

PUB
PUB
Mais
    More
      Início Política “Amar a pátria e amar Macau” deve ser “a base” das vidas...

      “Amar a pátria e amar Macau” deve ser “a base” das vidas dos jovens, diz Ho Iat Seng

      O Chefe do Executivo dirigiu-se aos jovens de Macau, num discurso no âmbito das celebrações do 100.º aniversário da fundação da Liga da Juventude Comunista da China, pedindo aos jovens que distingam o certo do errado no que toca a “valores fundamentais do amor à pátria e a Macau”. No discurso, proferido num colóquio destinado aos jovens para “aprendizagem e aplicação dos discursos importantes do Presidente Xi Jinping”, Ho Iat Seng frisou que, para os jovens de Macau, “amar a pátria e amar Macau é a base das suas vidas e o alicerce para se tornarem pessoas talentosas”. “Os jovens de Macau devem ter ideais ambiciosos e prosseguir o progresso com firmes convicções. Perante a complexidade da conjuntura global, é imperioso que os jovens distingam o certo do errado e avancem no caminho certo”, afirmou o Chefe do Executivo.

      Nesta ocasião, Ho Iat Seng pediu aos jovens “persistência no auto-aperfeiçoamento e plena elevação da competitividade”, já que “é na provação e na luta que a juventude e a vida se iluminam”. Por outro lado, o Chefe do Executivo disse que os jovens de Macau devem ser persistentes na “conduta fiel aos valores morais e estabelecimento de valores correctos”. “Só os virtuosos são capazes de concretizar uma grande causa. Os nossos jovens devem pautar a sua conduta por valores morais e afirmar a virtude política, a virtude cívica e a virtude pessoal”, referiu. Por fim, o Chefe do Executivo indicou que os jovens locais devem “aproveitar as oportunidades da nova era e integração na conjuntura do desenvolvimento nacional”. No discurso, Ho Iat Seng afirmou também que “os jovens são a força pioneira da concretização da grande revitalização da nação chinesa”, acrescentando que “os jovens de Macau vivem uma era grandiosa e caminham junto com a pátria, dispõem de um amplo palco para desenvolverem as suas capacidades e as perspectivas para a realização dos seus sonhos são extremamente prometedoras”. “Cada geração tem as suas próprias missões assim como as suas próprias responsabilidades. Os jovens contemporâneos de Macau devem aproveitar as oportunidades históricas, estar determinados a tornarem-se talentos, ter a coragem de assumir responsabilidades, servir Macau e servir o país”, assinalou.

       

      A.V.

      Ponto Finalhttps://pontofinal-macau.com
      Redacção do Ponto Final Macau