Edição do dia

Quarta-feira, 28 de Fevereiro, 2024
Cidade do Santo Nome de Deus de Macau
nuvens dispersas
15.9 ° C
18.9 °
15.9 °
77 %
2.1kmh
40 %
Qua
20 °
Qui
21 °
Sex
17 °
Sáb
15 °
Dom
20 °

Suplementos

PUB
PUB
Mais
    More
      Início Sociedade Número de visitantes aumentou cerca de 30% em 2021

      Número de visitantes aumentou cerca de 30% em 2021

      No ano passado, a Direcção dos Serviços de Turismo (DST) organizou uma série de eventos, lançamento de ofertas turísticas especiais e realização de ampla promoção online e offline para promover Macau como destino seguro e apropriado para visitar, com resultados positivos para a recuperação do turismo.

       

      No ano passado, o número total de visitantes (perto de 7,71 milhões) que chegaram a Macau subiu 30,7%, tendo-se verificado também um aumento do número de visitantes que pernoitaram na cidade e do tempo médio de permanência dos visitantes em geral, divulgou, esta quarta-feira, a Direcção dos Serviços de Turismo (DST) em comunicado de imprensa.

      A explicação para o sucedido, adiantou a DST, prendeu-se com os esforços na organização de uma série de eventos, lançamento de ofertas turísticas especiais e realização de ampla promoção online e offline para referenciar Macau como um destino seguro e apropriado para visitar, com resultados positivos para a recuperação do turismo.

      Para 2022, os Serviços de Turismo “continuarão a empenhar-se na expansão das fontes de visitantes, na promoção da recuperação da indústria turística e na dinamização da economia comunitária”. O reforço da promoção online e offline, o aprofundamento da integração intersectorial através do “turismo +” e promoção do melhoramento do desenvolvimento da indústria turística e o aprofundamento da cooperação regional e aumento de atractividade turística serão, defende a DST, “as três frentes de acção para expandir fontes de visitantes e impulsionar retoma”.

      Tal como em 2020, o ano passado não foi um ano positivo em termos de turismo no território. Restrições à circulação e pequenos surtos pontuais tornaram a vida de quem pensou visitar o território mais complicada. Ainda assim, revela a DST, o trabalho das autoridades “centrou-se no impulso do aprofundamento da integração intersectorial de ‘turismo +’, na dinamização das ‘Semanas de Macau’ para promover a cidade como um destino turístico seguro e apropriado para visitar, e na organização de eventos para atrair visitantes.

       

      21 mil visitantes por mês

       

      A média diária de turistas em 2021 ultrapassou os 21 mil, sendo que, defende a DST, “o efeito adicional da ofensiva promocional, dos eventos, entre outros factores, levou ao aumento do número de visitantes nos feriados festivos”. “No primeiro dia dos feriados do Dia do Trabalhador, e na véspera da Passagem de Ano, o número de visitantes ultrapassou em ambos os dias a fasquia dos 42 mil visitantes”, dá como exemplo a entidade.

      No geral, o tempo médio de estadia dos visitantes que pernoitaram e dos visitantes em geral registaram ambos aumento. Perto de 3,7 milhões de visitantes pernoitaram em Macau, um número que significa uma subida de 31%, representando 48% do número total de visitantes. De igual modo, os visitantes que pernoitaram na cidade registaram um período médio de permanência que atingiu os 3,2 dias, mais 0,4 dias em comparação com o ano anterior.

      Dados da Direcção dos Serviços de Estatística e Censos mostram que, em 2021, os estabelecimentos hoteleiros contabilizaram cerca de 6,62 milhões de hóspedes, representando um aumento anual de 71%. A taxa de ocupação hoteleira foi de 50%, crescendo 21,4 pontos percentuais. Já o preço médio por quarto dos hotéis de três a cinco estrelas foi de cerca de 834,5 patacas, menos 9% em termos anuais.

      Entre Janeiro e Setembro do ano passado, revelam ainda os mesmo dados estatísticos, a despesa total dos visitantes cifrou-se em 94,09 mil milhões de patacas, correspondendo a um acréscimo de 132,5%, em comparação com o período homólogo do ano anterior.

       

      Promoção tem dado frutos

       

      No ano passado, as promoções de rua de grande envergadura das “Semanas de Macau” realizadas em Hangzhou, Nanjing, Xangai, Chengdu e Chongqing, na China continental, “tiveram boa repercussão”.

      Pela primeira vez, a DST organizou a Gala de Drones Brilha sobre Macau, prosseguiu com a organização do Festival de Luz de Macau e coorganizou a Feira de Diversões para Desfrutar Macau. Através de diferentes formas, organizou ou apoiou um total de 30 actividades de turismo comunitário para aprofundamento do “turismo +”, que atraíram mais de 6,44 milhões de participantes. O Museu do Grande Prémio de Macau foi inaugurado oficialmente em Junho do ano passado, tendo até ao final do ano sido visitado por cerca de 46 mil pessoas.

      O programa de “Passeios, gastronomia e estadia para residentes de Macau”, um dos ex-libris da DST, lançado no ano passado com o objectivo de encorajar os residentes de Macau a fazer turismo na cidade, estimular o consumo local e apoiar a indústria turística, registou um total de 40.175 inscritos nas excursões locais e a venda de 28.640 pacotes hoteleiros, envolvendo 72.052 hóspedes.

      O relatório anual de trabalho da DST, que contém ao pormenor a retrospectiva dos trabalhos em 2021, bem como o plano de trabalho para 2022, está disponível na página electrónica da indústria turística de Macau em https://industry.macaotourism.gov.mo/file/pdf/2022_Annual_Report.pdf.

       

      PONTO FINAL

      Ponto Finalhttps://pontofinal-macau.com
      Redacção do Ponto Final Macau