Edição do dia

Segunda-feira, 26 de Fevereiro, 2024
Cidade do Santo Nome de Deus de Macau
nuvens dispersas
13.9 ° C
14.9 °
13.9 °
77 %
7.7kmh
40 %
Seg
19 °
Ter
19 °
Qua
20 °
Qui
22 °
Sex
16 °

Suplementos

PUB
PUB
Mais
    More
      Início Sociedade Alliance Française suspende temporariamente serviços em Macau  

      Alliance Française suspende temporariamente serviços em Macau  

      No ano em que comemora 35 anos de existência em Macau, a organização acaba de anunciar que suspendeu temporariamente os serviços no território. O PONTO FINAL sabe que a falta de professores pode estar na origem da decisão. “Espero que as coisas mudem rápido”, desabafou o director da instituição, William Bascaule.

       

      A Alliance Française de Macau anunciou esta semana que suspendeu todos os serviços por tempo indeterminado. Numa sentida publicação feita no Facebook oficial da organização, pode ler-se: “Caros membros e amigos, estamos muito tristes por anunciar que teremos que suspender os nossos serviços temporariamente. Vamos mantendo-vos actualizados sobre os desenvolvimentos da situação. O nosso escritório estará fechado até novo aviso. Durante esse tempo, pode contactar-nos por e-mail ou pelo Facebook. Pedimos desculpas pelo transtorno e esperamos ver todos vocês em breve.”

      O PONTO FINAL sabe que a falta de professores de francês está na base da difícil decisão da organização no ano em que esta comemora 35 anos de existência no território.

      Contactado pelo nosso jornal, o director da instituição em Macau, William Bascaule, não se alongou muito sobre o assunto, mas mostrou-se, naturalmente, desiludido com a situação. “Tem sido muito difícil com as numerosas restrições em Macau nos últimos dois anos, que colocam uma grande pressão sobre os recursos humanos e financeiros da instituição. Espero que as coisas mudem rápido”, disse.

      O ano começa desta forma para a Alliance Française com muito poucos motivos de comemoração. “Tem sido muito difícil para todas as pequenas empresas de Macau. Estes dois anos foram muito complicado”, acrescentou Bascaule.

      As autoridades locais têm vindo a criar diversas restrições – principalmente fronteiriças – desde o primeiro caso oficial de Covid-19 no território, a 22 de Janeiro de 2020. A impossibilidade de estrangeiros poderem vir para Macau restringe o acesso a professores nativos da língua francesa, uma das premissas da organização. “Os nossos professores nativos de francês são todos licenciados em ensino de Francês como língua estrangeira. Podem ser residentes de Macau ou titulares de ‘bluecard’. Todos estão registados na Direcção dos Serviços de Educação e de Desenvolvimento da Juventude (DSEDJ).”

      Alliance Française é uma organização internacional sem fins lucrativos com 138 anos de existência. Foi criada em Paris a 21 de Julho de 1883 por um grupo de ilustres franceses que incluía o cientista Louis Pasteur, o diplomata Ferdinand de Lesseps, os escritores Júlio Verne e Ernest Renan e o editor Armand Colin, entre outras personalidades.

      A sucursal na RAEM foi fundada em 1987 pela comunidade francesa residente na então Macau governada pela Administração Portuguesa. Tem-se dedicado a promover a cultura francesa e os diálogos interculturais, através de programas de educação e actividades culturais, sempre com foco no ensino da língua francesa. Macau faz parte de uma rede global de 850 centros em 132 países.

       

      PONTO FINAL