Edição do dia

Quinta-feira, 29 de Setembro, 2022
Cidade do Santo Nome de Deus de Macau
nuvens dispersas
27.9 ° C
29.4 °
27.9 °
89 %
6.2kmh
40 %
Qui
28 °
Sex
28 °
Sáb
29 °
Dom
29 °
Seg
30 °

Suplementos

PUB
PUB
Mais
    More
      Início Sociedade DSAL estuda alteração dos diplomas legais sobre a formação profissional

      DSAL estuda alteração dos diplomas legais sobre a formação profissional

      Catarina Chan

       

      O director dos Serviços para os Assuntos Laborais afirmou que o organismo já começou a analisar opiniões das autoridades e organizações competentes destinadas à optimização e a revisão dos diplomas legais relativos à formação profissional. Ainda sobre a formação dos quadros qualificados locais, a DSAL espera que os cursos de formação diversificados possam aumentar a competitividade no emprego dos residentes.

       

      A Direcção dos Serviços para os Assuntos Laborais (DSAL) promete que vai se dedicar à actualização dos regulamentos administrativos relativos à formação profissional, recolhendo as opiniões de diferentes sectores e organizações relacionadas, sendo que já foram recebidos os pareceres das autoridades competentes das áreas jurídica, educacional, bem como organismos consultivos do desenvolvimento de talentos, e está em processo de análise.

      Com o objectivo de melhorar os respectivos regulamentos, o director da DSAL garantiu, ao responder a uma interpelação escrita feita pelo deputado Lei Chan U, que o organismo “tem realizado entrevistas com departamentos públicos e institutos que realizam actividades de formação, fazendo uma revisão à situação de implementação global de leis e regulamentos de formação profissional e conduzindo a revisão dos diplomas legais em tempo oportuno”.

      O responsável da DSAL, Wong Chi Hong, salientou, no entanto, que a alteração das leis e regulamentos de formação profissional deve ser coordenada com outros quatros jurídicos da RAEM, uma vez que o assunto está vinculado com diversas organizações e departamentos públicos em diferentes áreas. Aliás, a revisão de leis está sujeita à análise prudente da actual situação do desenvolvimento social e económico do território.

      Na sua interpelação escrita entregue à Assembleia Legislativa, Lei Chan U recordou que o secretário para a Economia e Finanças afirmou antes da actualização dos regulamentos administrativos relativos à formação, particularmente para desempregados e trabalhadores com licença sem vencimento, de forma a aumentar a sua competência de concorrência no mercado profissional.

      O deputado manifestou ainda a preocupação sobre o progresso de revisão dos diplomas legais relativos à formação profissional, sendo estes elaborados na década de 90 do século passado, e “já não se adequam ao actual mercado de emprego, que se reveste de novas características, mudanças e tendências, nem se articulam com o desenvolvimento da diversificação adequada da economia”. Lei Chan U espera também que o Governo da RAEM reforce a formação dos quadros qualificados locais.

      Dessa medida, a DSAL adiantou que vai continuar a disponibilizar cursos de formação profissional diversificados e Teste de técnicas profissionais, funcionando com modelos como “aumento das competências técnicas”, “combinação da formação com a certificação” e “formação remunerada em serviço”, podendo os residentes participar de acordo com a necessidade e circunstâncias pessoais.

      O organismo explicou que, além de actividades de formação lançadas pela própria direcção, tem cooperado com outros serviços públicos e entidades privadas para oferecer diversas iniciativas. “Os cursos de formação vão continuar a focar no profissionalismo e a portabilidade das competências profissionais, para aumentar a competitividade no emprego e elevar a resiliência face a diferentes ambientes de trabalho”, lê-se na resposta da DSAL.

       

       

      PONTO FINAL

      DEIXE UMA RESPOSTA

      Por favor escreva o seu comentário!
      Por favor, escreve aqui o seu nome