Edição do dia

Quinta-feira, 22 de Fevereiro, 2024
Cidade do Santo Nome de Deus de Macau
neblina
21.9 ° C
25.4 °
20.9 °
100 %
3.1kmh
75 %
Qui
23 °
Sex
21 °
Sáb
20 °
Dom
21 °
Seg
20 °

Suplementos

PUB
PUB
Mais
    More
      Início Sociedade Mais quatro casos de Covid-19 em Macau. Risco de transmissão na...

      Mais quatro casos de Covid-19 em Macau. Risco de transmissão na comunidade é “baixo”

      Os Serviços de Saúde anunciaram que mais quatro seguranças – três do Golden Crown China Hotel e um do Treasure Hotel - testaram positivo à Covid-19. As autoridades consideram que, como os infectados não regressaram a casa depois do dia 24 de Setembro, a probabilidade de risco de transmissão na comunidade é “baixa”. Neste momento, o território tem oito casos activos.

      Mais seguranças do Golden Crown China Hotel e um segurança do Treasure Hotel testaram positivo à Covid-19, revelaram ontem as autoridades, passando a existir um total de oito pessoas infectadas pelo novo coronavírus em Macau.

      Os profissionais, três nepaleses e um chinês, constituem assim o 68.º, 69.º, 70.º e 71.º casos de infecção pelo novo coronavírus SARS-CoV-2 e são considerados casos conexos ao caso 64.º, o residente de Macau, de nacionalidade turca, que chegou ao território e testou positivo à Covid-19 no passado dia 24 de Setembro. A partir dessa data foram já cinco os casos relacionados com a chegada do homem a Macau.

      O caso 68 trata-se de um homem com 26 anos e está directamente ligado ao caso 65, uma vez que juntos trabalharam regularmente nos pisos 15 e 18 do Golden Crown China Hotel, designado para observações médicas.

      De acordo com os Serviços de Saúde, o homem encontrava-se em observação médica a 25 de Setembro após confirmação do caso 65. Os testes de ácido nucleico revelaram resultados negativos nos dias 17, 24 e 25 de Setembro. Contudo, ontem, o teste de ácido nucleico deu resultado positivo e o diagnóstico foi confirmado. As autoridades confirmaram ainda que o segurança foi vacinado com duas doses da vacina chinesa da Sinopharm.

      Já o 69.º caso foi diagnosticado também a um segurança que fazia parte da equipa que trabalhava regularmente no 10.º andar do mesmo hotel e conduziu o residente de Macau de nacionalidade turca ao seu quarto. Na noite de 24 de Setembro, o indivíduo foi submetido a observação médica em isolamento. Os testes de ácido nucleico realizados a 16, 23, 24 e 25 de Setembro foram todos negativos. No entanto, também durante o dia de ontem, o teste realizado deu positivo. O homem também foi inoculado com a vacina da Sinopharm, confirmaram os Serviços de Saúde.

      Em relação ao 70.º caso, foi diagnosticado a um segurança do sexo masculino que teve contato com o 65.º caso. Na noite de 24 de Setembro, também foi submetido a observação médica em isolamento. Os resultados dos testes de ácido nucleico realizados nos dias 15, 22, 24 e 25 de Setembro foram todos negativos e, ontem, o teste de ácido nucleico realizado revelou-se positivo. O individuo, igualmente nepalês, também recebeu duas doses da vacina chinesa da Sinopharm.

      Por fim, o 71.º caso, anunciado ao início da noite de ontem já depois da habitual conferência de imprensa do Centro de Coordenação de Contingência do Novo Tipo de Coronavírus, foi diagnosticado a um homem de 38 anos de idade, de nacionalidade chinesa, segurança da sala de controlo de vigilância do Treasure Hotel.

      As autoridades revelaram que o indivíduo, durante o período de trabalho, “não tem contacto com clientes ou trabalhadores de outros hotéis”. Contudo, partilha o mesmo balneário com os agentes de segurança do Golden Crown China Hotel.

      O homem esteve nos mesmo sítios que os pacientes dos casos 65 e 66, e desde o dia 25 de Setembro tem estado sujeito a isolamento com observação médica. Os resultados dos testes de ácido nucleico realizados nos dias 22 e 24 deste mês deram negativo, mas ontem o resultado do teste de ácido nucleico foi positivo e confirmado pelas autoridades. O nacional chinês foi inoculado com duas doses da vacina chinesa Sinovac na China continental.

      Todos os quatro são assintomáticos e foram encaminhados para o Centro de Saúde Clínica do Alto de Coloane para posterior diagnóstico e tratamento.

      Alvis Lo considerou, aos jornalistas, que o risco de transmissão na comunidade “é relativamente baixo, porque os quatro funcionários estão sujeitos a observação médica desde o dia 25 de Setembro”. “Os casos são todos agentes de segurança e segundo a classificação epidemiológica estão classificados como casos conexos. O mais importante é que no dia 24 ou no dia 25 de Setembro começaram a sujeitar-se a observação médica. Os primeiros dois testes, após observação médica, deram negativo. No terceiro teste realizado foram detectados resultados positivos”, notou o director dos Serviços de Saúde, que reiterou que “o risco que causa à comunidade é relativamente baixo”.

      Apesar de algum alívio pelas declarações, o mesmo responsável referiu que “para melhor segurança, vamos classificar como zonas amarelas o domicílio desses seguranças e as zonas em redor, aguardando pelos resultados de testes de ácido nucleico das pessoas envolvidas antes de permitir a sua saída.”

      Desta forma, o código de saúde das pessoas que vivem nestes locais passou a ostentar a cor amarela e todos serão sujeitos a um teste de ácido nucleico no local. O primeiro teste deve ser concluído em 24h. Dependendo das necessidades pode ser exigida a realização de mais testes nos próximos dias.

       

      Movimentações em marcha

      Os Serviços de Saúde assumiram que estão a ponderar movimentar algumas das pessoas que se encontram em observação médica no Golden Crown China Hotel e no Treasure Hotel. Alvis Lo explicou que a medida foi pensada momentos antes da conferência de imprensa e ainda carece de mais aprofundamento. Contudo, o médico lembrou que “as pessoas estão preocupadas com os novos casos”. “Se não movimentarmos as pessoas o risco é baixo, mas quando aplicamos novas medidas vamos ter sempre um risco. Vamos estudar a situação e o transporte será feito com muita precaução.”

      As autoridades revelaram que serão mais de 150 pessoas, mas não disseram para onde essas pessoas serão deslocadas. Tampouco informaram quando o transporte se vai realizar. Certo é que o período de isolamento será estendido em alguns dos casos.

      Actualmente, mais de 2.700 pessoas estão em isolamento em hotéis de Macau, das quais mais de 1.500 em estabelecimentos designados pelo Governo.

      Leong Iek Hou considerou que tem sido realizada uma monitorização profunda a cada um dos hotéis de observação médica, reiterando toda a segurança no processo. “Emitimos recomendações e pareceres. Criamos directrizes sobre a protecção de cada um dos trabalhadores. Essas informações que partilhamos são ao pormenor”, notou a coordenadora do Núcleo de Prevenção e Vigilância da Doença.

       

      690 mil pessoas testadas

      As autoridades sanitárias revelaram que foram testadas cerca de 690 mil pessoas desde sábado, altura em que começou a testagem em massa à população. Até ao fecho desta edição, o resultado foi negativo para mais de 689 mil. A testagem em massa terminou ontem às 15h.

      O Centro de Coordenação de Contingência relembrou uma vez mais que os residentes que não conseguiram realizar o teste de ácido nucleico dentro do prazo definido, o seu Código de Saúde será alterado para amarelo.

      A testagem em massa, revelou o director dos Serviços de Saúde, custou ao erário público cerca de 50 milhões de patacas.