Edição do dia

Segunda-feira, 26 de Fevereiro, 2024
Cidade do Santo Nome de Deus de Macau
nuvens dispersas
13.9 ° C
15.9 °
13.9 °
72 %
5.7kmh
40 %
Dom
16 °
Seg
19 °
Ter
20 °
Qua
20 °
Qui
21 °

Suplementos

PUB
PUB
Mais
    More
      Início Política Leong Sun Iok apela a medidas de assistência a residentes desempregados

      Leong Sun Iok apela a medidas de assistência a residentes desempregados

      Leong Sun Iok enviou uma interpelação ao Governo questionando se haverá medidas de assistência a curto prazo para ajudar os residentes a enfrentar a crise económica provinda da pandemia do novo coronavírus. Macau, recorde-se, teve vários estabelecimentos encerrados durante duas semanas no seguimento de quatro casos diagnosticados localmente.

      O deputado Leong Sun Iok instou o Governo na semana passada questionando se estão previstas medidas de assistência a curto prazo para ajudar os residentes a enfrentar a epidemia.

      Na sua interpelação, o deputado membro do Conselho para o Desenvolvimento Económico lançou três perguntas às autoridades. Em primeiro lugar, Leong Sun Iok quer saber se o Governo irá tomar mais medidas para resolver os problemas do desemprego e da assistência aos residentes, lembrando que devido à epidemia muitos negócios e trabalhadores por conta própria têm estado em modo de sobrevivência ou até no desemprego há algum tempo, muitos deles a serem forçados a tirar férias não remuneradas, sem possibilidades de encontrar outros empregos nem de aderir aos programas de formação relevantes.

      Em segundo lugar, o deputado pergunta se o Executivo irá fazer os preparativos e planeamento adequado para introduzir medidas a curto prazo se a epidemia persistir, nomeadamente assistência a curto prazo ou o fornecimento de novos subsídios. Por fim, Leong Sun Iok perguntou se as autoridades irão ajudar de forma práctica os residentes a garantir emprego, incluindo nos contratos das Obras Públicas ou de serviços públicos a exigência de dar prioridade à população local.

      Leong Sun Iok mostra preocupação com o “impacto adicional” da epidemia na economia local consoante novos casos que são confirmados em Macau. Tem esperanças, contudo, que com uma estabilização da epidemia, a economia irá recuperar visto que neste momento muitas actividades económicas foram resumidas.

      O deputado recorda que o Governo exigiu a algumas empresas que suspendessem as suas operações, tal como foi o caso dos salões de beleza, que tiveram de estar fechados durante 14 dias. Além disso, as indústrias do turismo, serviços, comércio a retalho, restauração, educação e formação, e táxis também estão a sofrer, tal como muitas actividades culturais, recreativas e desportivas foram canceladas. Como consequência, muitos trabalhadores freelance dessas indústrias têm alertado que os seus empregos foram suspensos e os seus rendimentos afectados.

      De acordo com o deputado, este cenário mostra como todos os ofícios e indústrias em Macau foram afectados pela epidemia. E além da situação das empresas terem dificuldade em fazer negócio, o problema do desemprego é ainda mais grave, devendo o Governo explorar medidas para “salvar os desempregados e cuidar da subsistência das pessoas”, de modo a ajudar a indústria e os empregados “a ultrapassar os tempos difíceis”, pode ler-se na missiva de Leong Sun Iok.

      Referiu também que o problema do desemprego se tornou ainda mais difícil de melhorar, tendo recentemente recebido muitos pedidos de assistência de residentes que tiveram dificuldade em encontrar trabalho depois de procurar ou perder o emprego. Alguns trabalhadores também relataram que lhes foi pedido que tirassem mais férias não remuneradas, esperando que o Governo lide adequadamente com o problema do desemprego.

      Para aliviar o problema das dificuldades de emprego, sustenta, o Governo deveria implementar a política de dar prioridade à população local em matéria de emprego e fazer o seu melhor para proteger o ganha-pão e os rendimentos dos empregados locais. Neste contexto, o legislador afirma que espera que o Governo esteja preparado para introduzir outras medidas de assistência financeira para continuar a prestar apoio aos residentes.