Edição do dia

Segunda-feira, 17 de Junho, 2024
Cidade do Santo Nome de Deus de Macau
nuvens dispersas
27.9 ° C
29.9 °
27.9 °
94 %
4.6kmh
40 %
Dom
28 °
Seg
30 °
Ter
30 °
Qua
30 °
Qui
30 °

Suplementos

PUB
PUB
Mais
    More
      InícioEconomiaMacau é o destino preferido dos turistas do interior da China

      Macau é o destino preferido dos turistas do interior da China

      No primeiro trimestre de 2024, Macau ocupou, pela primeira vez, o primeiro lugar no ranking dos destinos preferidos dos turistas da China continental, com uma pontuação de satisfação de 83,49 pontos, segundo um relatório da Academia de Turismo da China.

       

      Macau tornou-se, pela primeira vez, o destino preferido dos turistas da China continental nos primeiros três meses deste ano, de acordo com um relatório da Academia de Turismo da China. Macau ultrapassou Hong Kong e Taiwan nas preferências, depois de ter estado consistentemente em terceiro lugar durante os quatro trimestres do ano passado.

      A Direcção dos Serviços de Turismo (DST) congratulou-se com as reacções positivas dos turistas, que, em geral, estão satisfeitos com as suas experiências turísticas na região. Em comunicado, a DST diz que, no futuro, continuará a colaborar com a indústria para “optimizar a experiência turística, mostrar o encanto de Macau e promover conjuntamente o desenvolvimento sustentável e de alta qualidade da indústria global de turismo e lazer”. O objectivo é reforçar a imagem de Macau como cidade internacional e consolidar a sua posição como centro mundial de turismo e lazer.

      A DST diz que “o reconhecimento da indústria turística de Macau pelos turistas do interior da China é inseparável de várias medidas favoráveis introduzidas pelo Governo Central, incluindo a possibilidade de os turistas de grupo efectuarem várias viagens entre Hengqin e Macau no espaço de sete dias através do Posto Fronteiriço de Hengqin, e a recente abertura de viagens individuais para Macau a partir de mais dez cidades da China Continental”. “Estas iniciativas promovem continuamente a diversificação e o desenvolvimento sustentável da indústria do turismo”, acrescenta o comunicado das autoridades.

      A DST diz que irá cooperar activamente com a estratégia “1+4” para o desenvolvimento diversificado da economia, promover o “turismo +”, organizar vários eventos e actividades, realizar promoções online e offline, expandir continuamente a base de clientes e alavancar as instalações e serviços turísticos de alta qualidade de Macau. Para tal, diz o organismo, é necessário colaborar com a indústria para optimizar os recursos turísticos e as capacidades de recepção, promover a “recepção calorosa” dos residentes e da indústria e promover conjuntamente a imagem positiva de Macau como uma boa cidade.

      No relatório, também foi destacado que a economia de turismo do continente saiu do declínio acentuado provocado pela pandemia e está a entrar num novo ciclo de prosperidade.

      O relatório da Academia de Turismo da China diz também que “a promoção do crescimento constante das visitas mútuas entre a China continental e Hong Kong e Macau deve tornar-se uma questão de longo prazo e uma orientação política para o intercâmbio turístico e a cooperação entre os locais”.

      Por outro lado, a Academia de Turismo da China refere que “a crescente procura turística dos residentes urbanos e rurais tornou-se a força de mercado mais fiável para o intercâmbio turístico entre a China continental e Hong Kong e Macau”. Ao mesmo tempo, “o leque de viagens dos residentes das duas regiões continua a expandir-se para a China continental”, lê-se no relatório.

      1. W.
      Ponto Final
      Ponto Finalhttps://pontofinal-macau.com
      Redacção do Ponto Final Macau