Edição do dia

Terça-feira, 18 de Junho, 2024
Cidade do Santo Nome de Deus de Macau
nuvens dispersas
31.7 ° C
34.8 °
30.9 °
89 %
5.1kmh
40 %
Ter
32 °
Qua
31 °
Qui
30 °
Sex
30 °
Sáb
30 °

Suplementos

PUB
PUB
Mais
    More
      InícioLusofoniaAngola manifesta interesse de expandir cooperação técnica e operacional com os Estados...

      Angola manifesta interesse de expandir cooperação técnica e operacional com os Estados Unidos

      Angola quer fortalecer as relações no domínio da defesa e expandir a cooperação técnica e operacional com os Estados Unidos da América (EUA), disse ontem o ministro da Defesa angolano, após uma visita ao Pentágono.

       

      Após uma reunião com o secretário de Defesa americano, Lloyd Austin, João Ernesto dos Santos referiu que Angola está interessada em fomentar políticas de defesa e segurança africanas para alcançar paz, estabilidade, coesão e aprofundamento dos projectos africanos.

      “Por isso, Angola está focada em promover uma agenda de prevenção e resolução de conflitos por meios pacíficos e diálogo interestatal”, disse o governante angolano, citado num comunicado divulgado ontem.

      A aquisição de um sistema de construção de máquinas de última geração, aquisição de veículos de transporte e logística, de um sistema de pontes, de uma frota de veículos táticos leves e a aquisição de aeronaves constam igualmente das pretensões do Governo de Angola.

      O Presidente angolano, João Lourenço, manifestou anteriormente pretensão de reforçar o setor da defesa do país com equipamentos norte-americanos.

      Lloyd Austin, que visitou Angola em setembro de 2023, referiu, no encontro com o homólogo angolano, que Angola é um “parceiro estratégico” e um líder regional e que os Estados Unidos “valorizam profundamente” os laços “cada vez mais estreitos” com os países africanos.

      Citando as declarações de Joe Biden na Cimeira de Líderes EUA-África, em 2022, o chefe do Pentágono referiu que o sucesso da África é o sucesso do mundo. “Desde essa cimeira, os Estados Unidos e Angola continuaram a manter diálogos de alto nível e a avançar os objectivos discutidos pelos nossos líderes”, frisou Austin.

      Para o secretário da Defesa dos EUA, as relações entre Luanda e Washington têm um grande potencial de crescimento, incluindo áreas como cibersegurança, bem como a potencial participação de Angola no Programa de Parceria Estatal dos EUA. “E continuamos gratos pela disposição de Angola em considerar compras de defesa dos EUA”, apontou.

      Lloyd Austin destacou igualmente a “oportunidade histórica” de trabalhar com Angola para promover a paz, a segurança e a governança responsável baseada em regras”, salientando que o departamento que dirige “aguarda com expectativa a cooperação contínua”, enquanto o país lusófono reestrutura e moderniza as suas forças armadas. Lusa

       

      Ponto Final
      Ponto Finalhttps://pontofinal-macau.com
      Redacção do Ponto Final Macau