Edição do dia

Domingo, 14 de Abril, 2024
Cidade do Santo Nome de Deus de Macau
nuvens dispersas
25.2 ° C
26.9 °
24.9 °
94 %
1.5kmh
40 %
Dom
27 °
Seg
27 °
Ter
28 °
Qua
27 °
Qui
27 °

Suplementos

PUB
PUB
Mais
    More
      InícioCulturaUniverso onírico das pinturas de Karen Yung incitam reflexão sobre a nossa...

      Universo onírico das pinturas de Karen Yung incitam reflexão sobre a nossa missão de vida

      Através dos olhos doces das suas bonecas, e outros objectos num mundo paralelo em tons rosa, a artista Karen Yung convida a uma divagação sobre a condição humana. A exposição “Laboratório Humano”, com o selo da Art for All Society, abre este sábado na galeria do Macau Art Garden. 

       

      Inaugura este sábado, dia 24, no Macau Art Garden uma exposição a solo da artista multimédia e pintora Karen Yung. Organizada pela Art for All Society (AFA), a mostra de pintura a óleo, técnica mista, animação 3D e instalação da artista de Macau pretende reflectir sobre a natureza humana. Em “Human Laboratory”, segundo a curadora Pauline Choi, a artista observou os “padrões de comportamento humano, os estados psicológicos e as expressões da humanidade”, reunindo mentalmente várias elações, e transpondo-as para as telas e outros materiais criativos.

      Em redomas de vidro, vemos um coração, olhos, um cérebro, uma máscara de uma cara. Os espécimes anatómicos pretendem isolar partes de um todo, o ser humano, que a artista quer analisar sob a lupa da reflexão artística. Ao PONTO FINAL, Karen Yung partilhou que a série “The Remains” pretende estabelecer uma ligação com a natureza humana através da utilização de espécimes anatómicos. Por exemplo, “o amor humano é normalmente simbolizado por um coração, por isso utilizo um espécime de coração humano para me relacionar com a bondade da natureza humana”, referiu.

      A ideia partiu de um pequeno incidente que lhe inspirou a desenvolver estas pinturas. “Descobri que pessoas com carácter mandão e arrogante são geralmente respeitadas pela sociedade, enquanto que as pessoas com um coração puro e sincero são maioritariamente desconsideradas pela comunidade”, partilhou a artista, para quem a situação é “ridícula, mas verdadeira”, fazendo votos para que as pessoas de “coração bondoso” não se desvirtuem com a “sinistralidade” que as rodeia.

      A tendência para uma estética suave e onírica em tons cor-de-rosa ou turquesa é algo que a artista diz ser intencional, para “criar uma sensação de etéreo”. Já o recurso a elementos de cartoon, deve-se ao impacto que a cultura dos desenhos animados nos anos 80 teve na sua infância. Por outro lado, “os espectadores são mais receptivos ao estilo de banda desenhada ou a uma estética engraçada, apesar de as minhas obras tentarem transmitir questões de humanidade”, acrescentou.

      Karen Yung quis ainda destacar o quadro “Missão na Terra”, em que uma boneca aparece numa nave espacial, para transmitir o tema da exposição, “da viagem de vida”, com os altos e baixos que vamos vivendo. “Muitos de nós debatemo-nos com o sentido da vida”, comentou. “Penso que a sociedade moderna e o sistema educativo nos produzem num modelo muito semelhante, ou seja, a maioria de nós tem quase a mesma fonte de conhecimento e forma de pensar”.

      Para a artista, a vida vai fazendo com que nos percamos de nós próprios. “A zona de conforto fez com que passássemos a vida a trabalhar, a pagar hipotecas, a educar os filhos e, depois, o fim da vida. A maior parte de nós não agarrou a oportunidade de ser o nosso verdadeiro eu, de completar a missão da vida. Só há uma hipótese de sermos nós próprios”, lembrou, acrescentando que espera que as suas obras “possam evocar a missão de vida dos espectadores”.

      A exposição Individual de Karen Yung “Laboratório Humano” inaugura pelas 18h30 a 24 de Fevereiro e estará na Galeria do Macau Art Garden até 17 de Março. Conta com o patrocínio do Fundo de Desenvolvimento Cultural de Macau.

      Ponto Final
      Ponto Finalhttps://pontofinal-macau.com
      Redacção do Ponto Final Macau