Edição do dia

Quinta-feira, 29 de Fevereiro, 2024
Cidade do Santo Nome de Deus de Macau
nuvens dispersas
16.9 ° C
16.9 °
16.9 °
82 %
3.1kmh
40 %
Qua
18 °
Qui
21 °
Sex
17 °
Sáb
16 °
Dom
20 °

Suplementos

PUB
PUB
Mais
    More
      Início Sociedade IAM vai aumentar equipamentos desportivos e recreativos em Seac Pai Van...

      IAM vai aumentar equipamentos desportivos e recreativos em Seac Pai Van e Fai Chi Kei para idosos  

      Os espaços comunitários de Seac Pai Van e a zona de lazer do Fai Chi Kei terão mais instalações de lazer destinadas aos idosos. O Instituto para os Assuntos Municipais, em resposta a uma interpelação do deputado Si Ka Lon, revelou que vai estudar ainda a possibilidade de introduzir equipamentos inteligentes adequados à utilização dos idosos, que está também sujeita à consideração da segurança e manutenção dos mesmos. Já o Instituto do Desporto disse que vai sugerir “oportunamente” o acréscimo de espaços desportivos para idosos.

       

      O Instituto para os Assuntos Municipais (IAM) revelou que será instalada uma zona de equipamentos desportivos e recreativos adequada à utilização dos idosos em Seac Pai Van e no Fai Chi Kei, a fim de satisfazer as necessidades desta camada da população. Segundo explicou o organismo, as instalações já estão incluídas no planeamento da obra de melhoramento das instalações públicas da comunidade de Seac Pai Van e das instalações de passagem, bem como na obra de optimização da Zona de Lazer na Baía Norte do Fai Chi Kei na Rua do Comandante João Belo, obras que se encontram actualmente em andamento.

      A informação foi adiantada numa resposta a uma interpelação escrita apresentada pelo deputado Si Ka Lon, na qual José Tavares, presidente do Conselho de Administração para os Assuntos Municipais, assegurou que o IAM tem prestado atenção à introdução de instalações de lazer adequadas aos idosos, perante a tendência de envelhecimento da população de Macau.

      “Na concepção e planeamento dos projectos de optimização e construção das zonas de lazer de Macau, o IAM tem em consideração a densidade populacional, as faixas etárias, as necessidades dos utentes e a área das zonas de lazer para criar instalações de lazer e espaços de actividades diversificadas adequados às diferentes faixas etárias, a fim de satisfazer as solicitações do público”, realçou.

      Recorde-se que na interpelação Si Ka Lon falou sobre a falta de equipamentos adequados para os idosos praticarem exercício em Macau, sendo que muitas zonas de lazer e recreativas novas construídas na cidade são populares entre crianças e adolescentes, como equipamentos da zona de areia, parques de diversão infantil e ringue de patinagem, entre outros.

      “Muitos idosos relataram que as actividades que podem ser realizadas na área de lazer são principalmente caminhar, jogar xadrez e usar equipamentos de ginástica, mas falta espaço para dançar e aeróbica. Principalmente a proporção de idosos na Zona Norte continua a aumentar, e o problema da falta de espaço para actividades dos idosos tem se tornado cada vez mais proeminente”, referiu o deputado.

      Si Ka Lon questionou ainda as autoridades se vão tomar como referência o interior da China para instalar equipamentos de ginástica inteligentes, que disponibilizam serviços desportivos e de saúde integrados aos idosos, como testes de aptidão física, orientação científica de aptidão e treinamento de reabilitação desportiva.

      O IAM, por sua vez, afirmou que vai continuar a estudar a viabilidade de introduzir equipamentos inteligentes adequados à utilização dos idosos durante o planeamento e reordenamento das zonas de lazer.

      Segundo o organismo, a introdução de equipamentos de lazer inteligentes, no entanto, deve ter em consideração a durabilidade, a segurança, a funcionalidade, a frequência de manutenção e reparação dos equipamentos, e a facilidade de uso dos idosos, tendo em conta que os espaços das zonas de lazer de Macau são afectados pela área planeada, condições regionais, passagem de tufões, entre outros factores.

      Citado pela mesma resposta, o Instituto do Desporto (ID) assegurou também que vai “apresentar sugestões oportunamente” aos serviços responsáveis pelo planeamento de terrenos, com vista a satisfazer as necessidades dos diferentes grupos sociais, incluindo os idosos, em termos de espaços desportivos.

      O ID indicou ter organizado diversas actividades para promover e incentivar a participação permanente dos idosos nas actividades desportivas, com objectivo de “enriquecer os seus tempos livres e cultivar hábitos saudáveis de exercício físico contínuo”. Está a ser ainda realizado regularmente em diferentes zonas de Macau o “Desporto e Saúde: Posto de Atendimento e Informação”, por parte do ID, que tem como objectivo ajudar os idosos a conhecerem o seu estado de saúde.