Edição do dia

Quarta-feira, 19 de Junho, 2024
Cidade do Santo Nome de Deus de Macau
chuva fraca
30.9 ° C
32.9 °
30.9 °
84 %
5.1kmh
40 %
Qua
31 °
Qui
30 °
Sex
30 °
Sáb
30 °
Dom
30 °

Suplementos

PUB
PUB
Mais
    More
      InícioSociedadeLeong Sun Iok insta Governo a resolver problema dos transportes durante a...

      Leong Sun Iok insta Governo a resolver problema dos transportes durante a passagem de tufões  

      O deputado Leong Sun Iok considera que é urgente resolver os problemas de deslocação durante a passagem de tufões, de forma a que os trabalhadores de serviços necessários possam ir e voltar do trabalho com facilidade. Apontando para a falta de transportes públicos, táxis insuficientes e congestionamento no único canal entre Taipa e Macau, o responsável disse que o Governo deve manter a circulação dos veículos na quarta ponte durante tufões, mesmo que de forma limitada.

       

      Há pessoas que têm de trabalhar mesmo durante a passagem dos tufões, mas a falta de transportes públicos e até de táxis tem dificultado a sua deslocação para o trabalho, alertou Leong Sun Iok. Depois do tufão Talim, que passou na segunda-feira por Macau, o deputado exortou o Governo a adoptar uma melhor organização no sistema de transportes na cidade durante o mau tempo, nomeadamente o transporte entre Macau e Taipa.

      O deputado salientou o facto de que Macau é uma cidade turística. Embora as autoridades tenham apelado para que os cidadãos ficassem em casa durante as tempestades, segundo o mesmo, muitos funcionários do sector dos serviços, sobretudo das concessionárias de jogo e dos hotéis, têm de manter os serviços normais, dado que continua a haver turistas em Macau devido ao cancelamento dos voos e ferries. Além disso, o pessoal médico, os profissionais de manutenção de electricidade e água, bem como os agentes da protecção civil, têm a necessidade de sair durante o tufão para trabalhar.

      Em declarações ao Jornal Ou Mun, Leong Sun Iok destacou que esses trabalhadores têm sofrido, uma vez que a cidade tem transportes limitados. Apontando que em dias de tufão, entre as três pontes Taipa-Macau, só se pode circular no tabuleiro inferior da Ponte de Sai Van, o membro do hemiciclo criticou que, sempre que o sinal n.º 8 de tufão é içado, o tráfego nesta passagem é “muito intenso” e há longas filas de veículos à espera para atravessar a ponte, e a polícia precisa sempre de implementar medidas temporárias de controlo de trânsito.

      “Foram recebidas queixas de funcionários do sector do jogo e hoteleiro de que sempre que passa um tufão têm de enfrentar problemas de trânsito e organização a ir e a voltar do trabalho. O pessoal médico também disse que precisa de ir trabalhar, mas não havia transportes públicos, nem conseguiam apanhar táxis, era difícil de se deslocar”, lamentou.

      Leong Sun Iok citou o exemplo de Hong Kong, onde os hospitais públicos geralmente providenciam transporte para levar os funcionários de e para o trabalho, de forma a ajudar nas viagens necessárias quando é içado o sinal de tufão n.°8 e de chuva intensa.

      “Acredita-se que, uma vez que as empresas de jogo têm um grande número de funcionários, o Governo e as concessionárias possam estudar para optimizar a organização dos transportes, reduzindo o impacto nos trabalhadores”, sugeriu. Por outro lado, o também vice-presidente da direcção da Federação das Associações dos Operários de Macau acrescentou ainda que é necessário o Governo garantir a segurança do pessoal da protecção civil ao ir para o trabalho durante a sua prestação de serviços.

       

      ABRIR AS PONTES

       

      Desse modo, Leong Sun Iok pede a abertura da Ponte Flor de Lótus, bem como a futura quarta ponte Taipa-Macau. O deputado indicou que a sociedade espera que a quarta ponte possa ser aberta ao tráfego em tempo de tufão de forma limitada, no entanto, o Governo afirmou que a ponte será fechada devido a questões de segurança, “o que é decepcionante”, disse.

      Leong Sun Iok deu como exemplo a Ponte Hong Kong-Zhuhai-Macau, que fecha apenas quando a velocidade do vento excede os 65 quilómetros por hora, caso contrário adopta uma circulação limitada durante os tufões. “O Executivo deve estudar e implementar medidas semelhantes de circulação para a quarta ponte”, realçou. A mesma sugestão é dada para a Ponte Flor de Lótus. Leong Sun Iok considera que a medida pode facilitar a passagem transfronteiriça dos turistas entre a Taipa e o interior da China, bem como dos residentes de Hengqin que trabalham em Macau, a fim de aliviar a pressão e o trânsito nas Portas do Cerco e outros postos fronteiriços.