Edição do dia

Quarta-feira, 19 de Junho, 2024
Cidade do Santo Nome de Deus de Macau
céu pouco nublado
29 ° C
29.9 °
28.9 °
94 %
3.6kmh
20 %
Ter
29 °
Qua
30 °
Qui
30 °
Sex
30 °
Sáb
30 °

Suplementos

PUB
PUB
Mais
    More
      InícioSociedadeDepois de engarrafamento provocado pelo fecho de via na Areia Preta, DSAT...

      Depois de engarrafamento provocado pelo fecho de via na Areia Preta, DSAT reabriu troço e pediu desculpa  

       

      Depois de fechar um troço da Avenida do Dr. Francisco Vieira Machado, causando um engarrafamento na Areia Preta, na passada quinta-feira, a Direcção dos Serviços para os Assuntos de Tráfego (DSAT) voltou atrás na decisão de encerrar permanentemente esta via rodoviária e reabriu a circulação em menos de um dia. O secretário para os Transportes e Obras Públicas, Raimundo do Rosário, foi inspeccionar a situação no local, e a DSAT acabou por pedir desculpa pela situação.

       

      A Direcção dos Serviços para os Assuntos de Tráfego (DSAT) decidiu reabrir um troço da Avenida do Dr. Francisco Vieira Machado, na zona da Areia Preta, e pediu desculpa ao público, na sequência do engarrafamento de trânsito nas imediações e das críticas que se geraram entre a população.

      Inicialmente, estava previsto o encerramento permanente deste troço – junto do edifício habitacional Bai Yun Garden e que dá acesso à Avenida 1 de Maio e à Avenida da Amizade – a partir das 10h da manhã da passada quinta-feira, no entanto, a via só ficou encerrada durante cerca de 14 horas.

      “Após analisar as condições de tráfego na Rua Nova da Areia Preta e nas vias adjacentes, depois das alterações de tráfego na Avenida do Dr. Francisco Vieira Machado, e tendo em conta os hábitos de deslocação dos cidadãos, foi agora aberto novamente o troço da Avenida do Dr. Francisco Vieira Machado para a Rotunda da Amizade, por meio da Avenida 1 de Maio, a circulação rodoviária foi retomada imediatamente”, informou o organismo, na madrugada da passada sexta-feira. “A DSAT pede desculpas pelo inconveniente causado por este acordo”, pode ler-se no comunicado.

      Recorde-se que as autoridades tinham anunciado no início da semana passada que iam encerrar de forma permanente este troço, a fim de cooperar com as disposições de tráfego na zona ao redor da Rotunda da Amizade, bem como preparar as obras de construção da nova ponte de ligação entre a Península de Macau e a Zona A dos Novos Aterros.

      A DSAT, nessa altura, avançou que alguns meses antes tinha fechado temporariamente, como encerramento experimental, o referido cruzamento para desviar o tráfego vindo da direcção da Avenida da Amizade, e, segundo as autoridades, o resultado foi muito eficaz.

      Na mesma linha, o organismo informou ainda que serão equipadas as zonas adjacentes com sistema de videovigilância para monitorizar as condições da estrada em tempo real, e revelou que vai implementar nesta zona ainda mais medidas temporárias de tráfego sucessivamente a partir do final deste mês, em resposta ao projecto da nova ligação com a Zona A dos Novos Aterros.

      A decisão gerou queixas e preocupações nas redes sociais sobre pressão no trânsito após o encerramento da via, uma vez que a zona em questão tem sido muito utilizada pelos condutores, verificando-se congestionamentos ocasionais. A zona da Areia teve trânsito no dia de implementação de encerramento, durante toda a manhã, bem como no final de tarde, mesmo tendo sido feriado público, quando muitos cidadãos não precisavam de ir trabalhar e para a escola.

      Segundo o Jornal Ou Mun, Raimundo do Rosário, secretário para os Transportes e Obras Públicas, e vários dirigentes dos departamentos de obras públicas, deslocaram-se, na madrugada de sexta-feira, ao local para se inteirarem da situação rodoviária. Uma equipa de funcionários removeu os obstáculos na via e retirou os sinais de trânsito que indicavam o encerramento da via. A DSAT salientou que, em relação às obras da nova ponte de conexão à Zona A, vai estudar e adoptar medidas eficazes para equilibrar o impacto no tráfego e o avanço do projecto.