Edição do dia

Terça-feira, 25 de Junho, 2024
Cidade do Santo Nome de Deus de Macau
chuva moderada
34.3 ° C
34.3 °
34.3 °
77 %
6.1kmh
90 %
Ter
34 °
Qua
30 °
Qui
30 °
Sex
30 °
Sáb
30 °

Suplementos

PUB
PUB
Mais
    More
      InícioSociedadeCentro de Estudos de Macau comemora 35 anos e realiza conferência anual

      Centro de Estudos de Macau comemora 35 anos e realiza conferência anual

      O Centro de Estudos de Macau (CMS) da Universidade de Macau (UM) deu ontem início à Conferência Anual de Estudos de Macau. Co-organizado pelo CMS, pela Fundação Macau, pelo jornal académico local Journal of Macau Studies e por dois jornais SSCI, nomeadamente o Journal of Contemporary Asia e o China Information, o evento reuniu especialistas de todo o mundo para partilhar os resultados dos estudos de Macau.

      De acordo com o vice-reitor da UM, Ge Wei, nos últimos 35 anos, o CMS realizou mais de 200 seminários, simpósios e conferências de investigação. O instituto publicou mais de 60 tipos de trabalhos e completou cerca de 100 relatórios de pesquisa sobre diferentes tópicos, incluindo a política “Um País, Dois Sistemas”, administração pública e planeamento urbano, desenvolvimento social de Macau, sistema de bem-estar social, economia e mão-de-obra, diversificação industrial, história cultural de Macau, história da transferência de Macau e história oral. Além disso, o Journal of Macau Studies, que foi fundado na altura da criação do CMS, publicou mais de 2.000 artigos, e muitos dos autores dos primeiros artigos são agora pessoas-chave no campo dos estudos de Macau.

      Wu Zhiliang, presidente da Fundação Macau, referiu que a história do CMS “é um verdadeiro epítome do desenvolvimento académico das ciências humanas e sociais na Macau moderna”. “Ao longo dos últimos 40 anos, o campo dos estudos de Macau passou por diferentes fases, desde o período inicial em que os estudos eram conduzidos por investigadores de fora de Macau até um período em que os estudos eram dirigidos por investigadores locais e externos. Hoje, os estudos na área são em sua maioria liderados por pesquisadores locais e os resultados da pesquisa vêm com um alto grau de internacionalização”, referiu o responsável.

      Por fim, de acordo com Agnes Lam, diretora do CMS, a conferência anual “pode criar uma plataforma de comunicação mais internacionalizada para conectar estudiosos da área de Macau, da Grande China e de outras partes do mundo”. A antiga deputada espera que a conferência “traga novas oportunidades de colaboração e que os jovens estudiosos participantes nesta conferência, especialmente estudantes comprometidos com os estudos de Macau, sejam inspirados e reconhecidos no evento e se tornem a próxima geração de especialistas em estudos de Macau”.

      Recorde-se que o CMS realizou a primeira Conferência Anual de Estudos de Macau em 2019.

      Ponto Final
      Ponto Finalhttps://pontofinal-macau.com
      Redacção do Ponto Final Macau