Edição do dia

Quarta-feira, 7 de Dezembro, 2022
Cidade do Santo Nome de Deus de Macau
céu limpo
17.9 ° C
21.6 °
17.9 °
72 %
7.2kmh
0 %
Qua
19 °
Qui
22 °
Sex
22 °
Sáb
22 °
Dom
21 °

Suplementos

PUB
PUB
Mais
    More
      Início Economia Governo injectou mais de 15,1 mil milhões de patacas na sociedade

      Governo injectou mais de 15,1 mil milhões de patacas na sociedade

      Com o intuito de atenuar as dificuldades dos residentes, as autoridades iniciaram várias rondas de medidas de apoio económico destinadas a estabilizar a economia e assegurar a qualidade de vida da população desde o início da pandemia de Covid-19.

      Num comunicado de imprensa conjunto, a Direcção dos Serviços de Economia e Desenvolvimento Tecnológico (DSEDT), a Direcção dos Serviços de Finanças (DSF), aDirecção dos Serviços de Turismo (DST) e a Autoridade Monetária de Macau (AMCM) reforçaram que o Governo tem vindo a “empenhar-se em atenuar as dificuldades dos residentes através de diversas formas, apoiando os diferentes sectores e as micro, pequenas e médias empresas a ultrapassarem os tempos difíceis, no sentido de estabilizar a sociedade, a economia e vida da população”.

      Nesse sentido, foram lançadas várias rondas de planos de promoção do consumo e de subsídio, planos de apoio pecuniário, redução e isenção de impostos e taxas, bem como medidas de ajustamento de reembolso. “Desde o ano 2020 até ao final de Outubro, o montante injectado no mercado através dos planos acima referidos atingiu 15,1 mil milhões de patacas, das quais o valor do consumo nas PME foi de 9,89 mil milhões de patacas, correspondendo a cerca de 65% do valor total injectado, sendo beneficiados diversos sectores de actividades em níveis diferentes”, revelou o mesmo comunicado conjunto.

      Os apoios têm como foco principal a promoção do consumo e estimulação da procura interna. Sucessivamente, o Governo tem lançado várias rondas de planos de promoção do consumo, incluindo duas rondas de um plano de subsídio de consumo, o plano de benefícios de consumo por meio electrónico e, ainda, a terceira ronda do plano de benefícios de consumo por meio electrónico contra a epidemia. Além disso, para aliviar carestia da vida e a pressão financeira causada pela Covid-19, no passado mês o Executivo lançou o plano de subsídio de vida.

      Paralelamente, para aliviar as pressões operacionais sentidas pelas empresas, foram lançadas, a partir de Março de 2020, diversas medidas provisórias como o relaxamento dos requisitos de candidatura ao plano de apoio a PME e um plano de bonificação de juros de créditos bancários também para as PME.

      O comunicado de imprensa conjunto referiu ainda que o Executivo ainda atribuiu “a comparticipação pecuniária e subvenção do pagamento de tarifas de água e de energia”, bem como decidiu criar “diversas reduções e isenções fiscais em prol do bem-estar da população e dos empresários”, enquanto 20 mil PME “beneficiaram da medida de redução e isenção de taxas envolvidas, no âmbito do ‘Simple Pay’”. Por outro lado, o programa da DST “Passeios, gastronomia e estadia para residentes de Macau” foi criado para apoiar a indústria turística e ajudr a economia nos bairros comunitários. Até 31 de Outubro, o programa teve um total de mais de 440 mil participantes, com um benefício económico global de 196 milhões de patacas.

      Ponto Finalhttps://pontofinal-macau.com
      Redacção do Ponto Final Macau