Edição do dia

Sábado, 20 de Abril, 2024
Cidade do Santo Nome de Deus de Macau
trovoada com chuva
26.9 ° C
26.9 °
24.9 °
89 %
2.1kmh
40 %
Sáb
27 °
Dom
27 °
Seg
24 °
Ter
24 °
Qua
25 °

Suplementos

PUB
PUB
Mais
    More
      InícioCulturaFundação Rui Cunha apresenta exposição colectiva de pintura contemporânea

      Fundação Rui Cunha apresenta exposição colectiva de pintura contemporânea

      A Fundação Rui Cunha apresenta até ao próximo dia 12 de Novembro, na sua galeria, a exposição colectiva de pintura contemporânea “The Chorus of Détour”, que reúne sete artistas de Cantão, com curadoria de Deng Jianjin e co-organização da Associação da Indústria Criativa Urbana de Macau (MUCIA – Macau Urban Creative Industry Association), anunciou, na passada sexta-feira, a fundação em nota de imprensa

      Um total de 21 obras seleccionadas para esta mostra revelam “a criatividade destes jovens artistas, vindos de diferentes áreas, mas com uma experiência de aprendizagem compartilhada no Departamento de Pintura a Óleo da Academia de Belas Artes de Guangzhou, devendo vir a ser a nova geração que representa a arte contemporânea em Guangdong”, refere o curador Deng Jianjin, professor e antigo director daquele departamento, citado pela mesma nota.

      “Os artistas participantes, sejam professores ou alunos, todos apresentam trajectórias pessoais e únicas nas suas criações artísticas, formando características visuais distintas. Esse desenvolvimento fora da norma parece desconstruir a relação tradicional entre docente e discente, mas apenas reflecte a individualidade e singularidade mais importante da criação artística, formando um efeito semelhante às diferentes vozes de um coro”, revela o manifesto do projecto.

      Além de Deng Jianjin, juntam-se ao colectivo Zhuang Hongjie, professor no Colégio de Tecnologia e Negócios de Cantão; Zheng Chuan, professor convidado da Academia de Belas Artes de Cantão; Zheng Zicheng, professor do Colégio de Arte e Design He Xiangning da Universidade de Agricultura e Engenharia de Zhongkai; e os artistas independentes Sit Ka Kit; Pen Du e Guo Mengyao.

      A inauguração do evento não aconteceu na data prevista de abertura, por motivos que se prendem com o recente surto de Covid-19 na região e a dificuldade de obtenção atempada de vistos na província vizinha aos artistas participantes, explicou a fundação. A exposição só foi viável nesta altura por iniciativa de Sit Ka Kit, que é residente em Macau, a par de Guo Mengyao e Zheng Zicheng, ambos actualmente a fazer doutoramento no território.

      Ponto Final
      Ponto Finalhttps://pontofinal-macau.com
      Redacção do Ponto Final Macau