Edição do dia

Domingo, 21 de Abril, 2024
Cidade do Santo Nome de Deus de Macau
chuva moderada
25.9 ° C
26.9 °
25.9 °
94 %
5.7kmh
40 %
Dom
25 °
Seg
25 °
Ter
25 °
Qua
25 °
Qui
29 °

Suplementos

PUB
PUB
Mais
    More
      InícioEconomiaMIF terá 389 stands reservados às PME de Macau. Tudo pela diversificação...

      MIF terá 389 stands reservados às PME de Macau. Tudo pela diversificação económica  

      Está aí mais uma edição da Feira Internacional de Macau que, este ano, surge sob o modelo de “realização sinergética dos três eventos com a integração de acções online e offline”. A ideia principal desta edição passa por promover, com base na dinâmica das actividades de convenção e exposição, o desenvolvimento da diversificação adequada da economia de Macau. Organização tem à disposição 29.300 metros quadrados e 1.800 stands, dos quais 389 são reservados às PME locais. Número de participantes registou um aumento de 12,8% comparativamente com o ano passado.

       

      Como já havia sido avançado, numa primeira fase, a 27.ª edição da Feira Internacional de Macau (MIF) irá focar-se em ‘big health’, tecnologia de ponta ou criatividade cultural, e terá lugar no final desta semana, de 20 a 22 de Outubro. Ao mesmo tempo, decorrerão a Exposição de Franquia de Macau (MFE) e a Exposição de Produtos e Serviços dos Países de Língua Portuguesa (PLPEX), todas sob o modelo de “realização sinergética dos três eventos com a integração de acções online e offline”, confirmou ontem a organização do evento em conferência de imprensa no resort integrado Venetian Macao.

      Ontem, as entidades organizadoras, coordenadoras e participadoras marcaram presença na conferência de imprensa para apresentar os três eventos paralelos desta edição que contarão com apoio de sete factores principais: cooperação regional, Plataforma Sino-Lusófona, modelo de cooperação “indústrias + convenções e exposições”, indústria de ‘big health’, indústrias culturais e criativas, indústria de tecnologia de ponta e apoio às PMEs, para promover, com base na dinâmica das actividades de convenção e exposição, o desenvolvimento da diversificação adequada da economia de Macau, notou Vincent U, presidente substituto do Instituto de Promoção do Comércio e Investimento de Macau (IPIM).

      Os três eventos, certificados pela Associação Global da Indústria de Exposições, terão lugar simultaneamente dentro de uma área total de 29.300 metros quadrados e 1.871 stands, dos quais 389 são reservados às PME de Macau, representando um aumento de 27,5% em comparação com o número do ano passado.

      Até 18 de Outubro, os três eventos paralelos totalizaram mais de 1.000 empresas expositoras offline, 1.200 empresas na exposição online e um total de 3.700 produtos exibidos. Tanto a nível online como offline, as empresas participantes são provenientes do interior da China, Angola, Brasil, Moçambique, Portugal, Regiões de Hong Kong e de Macau, entre outras, referiu a organização. “Estas empresas estão envolvidas em diversas indústrias como medicina tradicional chinesa, inovação científica e tecnológica, indústrias culturais e criativas, produtos alimentares e restauração e comércio a retalho”, sublinhou a organização.

      Em relação às empresas expositoras físicas, o número de participantes registou um aumento de 12,8% comparativamente com o ano passado. Além disso, a entidade organizadora ainda convidou mais de 2.000 empresas compradoras e expositoras online e offline para participar nas exposições, e durante os três dias dos eventos serão realizadas mais de 50 sessões de bolsas de contactos, fóruns, conferências, sessões de apresentação e de intercâmbio, entre outras actividades.

      Uma área de mais de mil metros quadrados será dedicada às empresas de Zhejiang, já que a província de Zhejiang, no leste da China, estará no evento como parceira. Uma subsidiária local da empresa de Hengqin, Da Heng Qin, também receberá uma zona exclusiva.

      Para além da exposição online, a edição deste ano contempla bolsas de contactos em nuvem, assinatura de protocolos em nuvem, acções de transmissão ao vivo, visitas e interacções de influenciadores digitais no recinto para atrair o público, e será ainda melhorada a experiência no âmbito da digitalização, incluindo a integração da tecnologia de comunicação 5G na transmissão ao vivo e nas visitas no recinto.

      De ressaltar que as salas de transmissão ao vivo serão optimizadas para oferecer sessões imersivas em RA, proporcionando uma experiência mais convidativa ao público, com cenas dinâmicas em 3D. Além disso, “será também acrescentado o serviço de visita guiada online, com o intuito de disponibilizar visitas guiadas e apresentação de produtos aos compradores impossibilitados de se deslocarem pessoalmente a Macau para participarem nos eventos, criando-se assim múltiplas oportunidades de contacto comercial. Os participantes poderão ainda utilizar o serviço de navegação abrangente, disponibilizado pela primeira vez neste ano, para encontrar expositores ideais com maior facilidade”, acrescentou a entidade organizadora.

      O primeiro dia da feira será aberto exclusivamente aos visitantes profissionais, ao passo que os restantes dias serão abertos gratuitamente ao público geral. Durante os três dias dos eventos, os autocarros directos gratuitos estarão à disposição, para a deslocação entre o recinto dos eventos e vários pontos das zonas norte e central da península de Macau e da Taipa, através de diferentes itinerários. As empresas participantes e visitantes são convidados a escolherem a mobilidade verde para participarem neste evento anual.