Edição do dia

Quarta-feira, 5 de Outubro, 2022
Cidade do Santo Nome de Deus de Macau
céu pouco nublado
30.9 ° C
32.9 °
30.9 °
74 %
4.1kmh
20 %
Qua
31 °
Qui
29 °
Sex
29 °
Sáb
29 °
Dom
29 °

Suplementos

PUB
PUB
Mais
    More
      Início Desporto Gary Moore poderá estar de regresso a Macau

      Gary Moore poderá estar de regresso a Macau

      O entusiasmo muitas vezes desenfreado do treinador Gary Moore na pista é contagiante e, aos setenta anos, o australiano, filho da lenda da modalidade George Moore, está prestes a agarrar um novo desafio, aparentemente com toda a sua considerável energia intacta e impulsionando-o para um novo capítulo.

      Moore recebeu a licença do Jockey Club de Macau para a época 2022-2023 e agora finaliza os planos para regressar ao território depois de passar os últimos oito anos a treinar em Sydney, no seu país de nascimento.

      Recorde-se que Gary Moore treinou pela primeira vez em Macau na temporada de 2001-2002 e ganhou seu primeiro título de treinador campeão na temporada de 2004-2005. O britânico viria a garantir essa honra mais sete vezes em treze anos a viver no território, arrecadando o oitavo título em 2014.

      Embora Moore tenha tido sucesso um pouco por todo o mundo, tanto como jóquei quanto como treinador, Macau certamente desempenhou um papel importante na vida do britânico, facto que reconheceu após a conquista do título de 2014 quando, antes de partir para a Austrália, revelou estar “profundamente grato ao Jockey Club de Macau pelas oportunidades”. “Amo Macau, amo as pessoas e este lugar ficará para sempre no meu coração”, disse na altura.

      O regresso a Macau pode estar para breve. Em declarações ao Asian Racing Report, Moore confidenciou que, embora tenha desfrutado de muito sucesso em corridas em Macau, o Macau Derby foi uma corrida característica que lhe escapou e que tentará agora conquistar. “Tenho três objectivos em mente”, revelou o treinador à publicação. “Quero chegar aos dez títulos de treinador, quero ganhar um Macau Derby, que me escapou, e quero um cavalo que seja bom o suficiente para enfrentar as corridas do grupo de Hong Kong.”

      Moore, que espera estar em Macau já em Setembro, está trabalhar para esses objectivos, tentando obter os cavalos certos para construir seu estábulo. “Estou muito animado, ainda há muito para alcançar em Macau”, concluiu.

      Gary Moore foi um jóquei de sucesso que ganhou sete campeonatos na região vizinha de Hong Kong. O australiano também montou na Europa. Destaque para a sua vitória no Prix de l’Arc de Triomphe de 1981 em Gold River. Em 1988, montou a potra Ravinella para a vitória no clássico britânico, as 1.000 Guinés, além da francesa Poule d’Essai des Pouliches. Tal como o seu pai, Gary também se tornou treinador depois de terminada a carreira.

      Ponto Finalhttps://pontofinal-macau.com
      Redacção do Ponto Final Macau