Edição do dia

Quarta-feira, 22 de Maio, 2024
Cidade do Santo Nome de Deus de Macau
chuva fraca
26.3 ° C
27.6 °
25.9 °
94 %
2.1kmh
40 %
Qua
26 °
Qui
27 °
Sex
27 °
Sáb
27 °
Dom
28 °

Suplementos

PUB
PUB
Mais
    More
      InícioSociedadeLei Leong Wong questiona calendário para registo obrigatório de itinerário no Código...

      Lei Leong Wong questiona calendário para registo obrigatório de itinerário no Código do Local

      A implementação actual do registo de itinerário através do Código do Local “não é ideal”, considera Lei Leong Wong. Numa interpelação escrita, o deputado citou o caso do banquete de casamento, cujos vários participantes foram infectados, a defender a importância de registo de itinerário, pedindo a leitura obrigatória do Código de Estabelecimento em Macau.

       

      O deputado Lei Leong Wong defendeu a importância de registo de Código do Local e questiona às autoridades que se vão implementar a medida obrigatória de leitura de Código de Estabelecimento para o registo de itinerário do público, dedicado à prevenção e controlo de pandemia.

      Na sua interpelação escrita, Lei Leong Wong recordou que, no presente surto, vários casos infectados compareceram a um banquete de casamento, cujos dados de investigação epidemiológica foram desconhecidos e as autoridades não conseguiram saber completamente as informações relevantes durante vários dias de acompanhamento, podendo apenas emitir apelos para os participantes declararam a presença, para se submeterem à observação médica.

      “O incidente revelou que a utilização prática do Código do Local não é universal e está apenas como uma ‘fachada’ das medidas antipandémicas. Destacou ainda que a implementação da política não é ideal, deixando o público compreender a importância do registo de itinerário do Código de Estabelecimento”, assinalou.

      Citando o Plano de resposta de emergência para a situação epidémica da Covid-19 em grande escala, divulgado pelos Serviços de Saúde, Lei Leong Wong apontou que o Governo estipula que, se o risco de pandemia aumentar, a leitura do Código do Local será aplicada obrigatoriamente.

      Neste caso, o legislador duvidou o registo de itinerário será exigido a toda a população sob quais condições ou níveis de risco epidémico. “Caso seja necessário registar o Código do Local, como as autoridades vão fiscalizar a implementação e optimizar o trabalho, disponibilizando apoio prático para reduzir a inconveniência dos cidadãos?”, questionou.

      Recorde-se que a política do Código do Local entrou em vigor no início deste ano, tendo a afixação do Código QR para estabelecimentos sido abordada em meados de Janeiro, particularmente nos serviços públicos, transportes públicos, estabelecimentos de comidas e bebidas e estabelecimento de entretenimento.

      A implementação da medida gerou diferentes opiniões do público, incluindo preocupações de privacidade e liberdade. Apesar de os Serviços de Saúde não ter especificado a obrigatoriedade de registo de itinerário, muitos locais no território exigem sempre os utentes de serviços ou visitantes a proceder à leitura do código para poderem entrar nas instalações.

      Por outro lado, na mesma interpelação, o deputado ligado à comunidade de Fujian condenou também que, durante os testes massivos de ácido nucleico e prestação de auxílio às zonas de código vermelho e amarelo, continua a surgir problemas e falhas repetidas.

      “Alguns moradores da zona vermelha queixaram-se de que, após o prédio ficar fechado, não tinham comida e não sabiam como entrar em contato com os departamentos relevantes; alguns da zona amarela referiram que não há indicações do Governo sobre o local designado para realizar testes de ácido nucleico obrigatórios, e apenas chegaram às informações necessárias com ajudas através das associações de serviços comunitários”, asseverou Lei Leong Wong, criticando as falhas técnicas nas plataformas do Código de Saúde nas primeiras duas rondas de teste em massa, bem como do registo de resultado de testes rápido de antígeno.

      O deputado interpelou às autoridades que medidas seriam tomadas para melhorar o trabalho de apoio da vida dos residentes nas áreas de código vermelho e amarelo, cuja carência de assistência e falta de transparência das informações sobre as medidas implementadas “já foram problemas antigos e repetidos durante estes anos”. Solicitou que reduza o tempo de espera nos testes de ácido nucleico para as pessoas com Código de Saúde vermelha e de casos suspeitos, baixando o risco de contágio pela concentração de pessoas.

      Relativamente ao aspecto técnico, Lei Leong Wong mostrou-se com duvida de que se as autoridades já descobriram as principais razões para as múltiplas falhas de vários sistemas, acerca das funções de análise dos dados e configuração de hardwares. “Deve ser investido recursos tecnológicos e optimizar os sistemas relevantes, incluindo o design da plataforma e teste de stress do sistema, de forma a garantir a utilização eficaz nos trabalhos de combates à epidemia no futuro”, instou.

       

      PONTO FINAL