Edição do dia

Quarta-feira, 5 de Outubro, 2022
Cidade do Santo Nome de Deus de Macau
céu pouco nublado
29.9 ° C
31.9 °
29.9 °
79 %
6.7kmh
20 %
Qua
30 °
Qui
29 °
Sex
29 °
Sáb
28 °
Dom
28 °

Suplementos

PUB
PUB
Mais
    More
      Início Categorias do Parágrafo Grande Baía Companhias aéreas da China vão comprar quase 300 aviões

      Companhias aéreas da China vão comprar quase 300 aviões

      A Airbus fechou negócio com quatro companhias aéreas da China, com a venda de 292 aviões, avaliados em mais de 37 biliões de dólares americanos, impondo uma derrota para a Boeing no maior mercado asiático. Trata-se da maior encomenda feita por empresas chinesas desde o início da pandemia de covid-19. A China Eastern Airlines irá adquirir 100 aeronaves da família A320, enquanto a Air China comprará 64, seguida da Shenzhen Airlines, sua subsidiária, que confirmou 32 pedidos, e por fim, a China Southern Airlines irá ficar com 96, além de alugar outros 19.

      A China Southern Airlines informou que acredita que a compra de aeronaves está alinhada com a estratégia de frota definida no 14.º plano quinquenal da empresa. A empresa era a maior cliente da Boeing no país, porém, em Maio, a companhia cancelou um pedido de cem 737 MAX, relatando incertezas sobre as entregas das unidades. “Estes novos pedidos demonstram a confiança dos nossos clientes na Airbus. É também um apoio forte dos nossos clientes de companhias aéreas na China ao desempenho, qualidade, eficiência de combustível e sustentabilidade da líder mundial de aeronaves de corredor único”, disse Christian Scherer, director comercial da Airbus e director internacional.

      Apesar das viagens no país estarem a meio gás devido às recentes restrições relacionadas ao aumento de casos de covid-19, os pedidos de aviões devem ser feitos com anos de antecedência, por conta da capacidade limitada dos fabricantes. As primeiras aeronaves começarão a ser entregues em 2024.