Edição do dia

Segunda-feira, 27 de Maio, 2024
Cidade do Santo Nome de Deus de Macau
chuva fraca
27.9 ° C
31.5 °
26.9 °
94 %
6.2kmh
40 %
Seg
30 °
Ter
28 °
Qua
25 °
Qui
26 °
Sex
28 °

Suplementos

PUB
PUB
Mais
    More
      InícioEconomiaEncerraram os casinos-satélite Rio e President, e Grand Emperor continua até...

      Encerraram os casinos-satélite Rio e President, e Grand Emperor continua até ao final do ano

      A Galaxy Entertainment Group anunciou ontem o encerramento do casino Rio e do casino President, cujos funcionários contratados pela concessionária vão poder trabalhar com as mesmas condições laborais em outros casinos pertencentes à empresa. Por outro lado, contrariamente ao previsto e previamente anunciado, o casino do Hotel Grand Emperor confirmou que vai continuar a sua operação até ao final deste ano, mas sob a gestão da SJM a partir de 27 deste mês. A SJM vai pagar um valor não superior a 21 milhões de dólares de Hong Kong para o efeito.

       

      Os casinos Rio e President, dois casinos-satélite situados na Península de Macau, encerraram desde ontem toda a sua exploração de jogo. A informação foi anunciada pela Galaxy Entertainment Group, que salientou que os dois casinos já “suspenderam a operação e vão ser procedidos a um inventário interno”.

      Segundo foi revelado numa nota publicada pela operadora de jogo, os funcionários relevantes “serão transferidos para outros casinos pertencentes ao Grupo para continuarem a trabalhar, todas as condições de emprego permanecem inalteradas e serão providenciadas uma série de formaçõesprofissionais, de forma a ajudá-los a adaptar-se ao novo ambiente de trabalho”.

      A concessionária de jogo expressou no mesmo comunicado o agradecimento pelo apoio contínuo do público pelos casinos Rio e President, acrescentando que continuará a contribuir para o desenvolvimento do turismo de lazer em Macau.

      A luz do letreiro já se encontra apagada no exterior dosdois casinos-satélites, estando fixada uma notificação para os clientes realizarem trocas de fichas ou bilhetes de slots nos casinos Galaxy ou Starworld.

      Os dois casinos iniciaram a sua operação em 2006. Juntamente com o casino Waldo, integraram o City Clubs da Galaxy Entertainment Group, cuja colaboração entre a operadora e os três hotéis foi estabelecida em 2004. Segundo aRádio Macau, o casino Waldo também vai fechar, tendo já comunicado às autoridades a intenção de operação só até aofinal do mês.

      Segundo noticiou a Allin Media no início deste mês, a Galaxy tinha manifestado vontade de continuar a exploração de actividades de jogo no Rio e Waldo sob modelo de arrendamento de estabelecimentos, no entanto, “a renda proposta é elevada, e a Galaxy poderá não aceitar”, referiu o portal de informação. Estes três casinos envolvem cerca de 600 funcionários, e a maioria deles trabalha nos casinos Rio e Waldo.

      Recorde-se que o Hotel Rio, incluindo o seu casino, foi colocado à venda no final do mês passado por um preço de dois mil milhões de patacas, e a sua instalação de spa já deixou de funcionar há dois meses.

      No final de Março, recorde-se, foi noticiado que sete casinos-satélite estavam a planear encerrar operações até meados do ano devido à incerteza na revisão da lei de jogo e ao impacto negativo da pandemia e das restrições de entrada e saída. Entre eles estão três casinos-satélite filiados da Galaxy e quatro casinos do empresário Chan Meng Kam, incluindo o Million Dragon, Royal Dragon, Golden Dragon, e Grand Dragon, que possuem cerca de 200 mesas de jogo.

      CASINO GRAND EMPEROR CONTINUA ATÉ FINAL DO ANO

      O casino do Hotel Grand Emperor, que tinha anunciado em Abril a cessação de operação prevista para dia 27 do mês corrente, vai continuar a operação de actividades de jogo até ao final do ano. A Emperor Entertainment Hotel Lda., grupo listado na Bolsa de Valores de Hong Kong, emitiu na passada quarta-feira uma nota a indicar que tinha conseguido chegar a um acordo com a SJM Resorts, S.A. sobre o funcionamento do casino Grand Emperor, sendo que a SJM vai assumir a exploração de jogo neste espaço a partir de 27 de Junho até ao final do ano.

      Segundo as informações adiantadas, o acordo foi estabelecido anteontem entre a SJM e a Tin Hou, empresa subsidiária detida indirectamente pela Emperor Entertainment, constando que o espaço de casino será fornecido a título gratuito pelo hotel. Ao mesmo tempo, a empresa Tin Hou vai fornecer os quartos de hotel, restauração e outros serviços à SJM. Está previsto que a cobrança das despesas relevantes durante o período total não exceda 21 milhões de dólares de Hong Kong.  

      O encerramento inicial do casino foi anunciado ao público há mais de dois meses pelo Hotel Grand Emperor, que justificou a decisão com o facto de a situação pandémica ter levado a perdas contínuas no ano passado, considerando que o futuro do mercado de jogo seria “sombrio”.

      Recorde-se que também estão a operar com a concessão de licença de jogo da SJM os dois casinos-satélite Legend e Babylon, situados na Doca de Pescadores, que vão continuar abertos até ao dia 31 de Dezembro, segundo confirmou a CEO da Macau Legend, Melinda Chan.

       

      DEPUTADOS PEDEM ACOMPANHAMENTO DOS FUNCIONÁRIOS AFECTADOS

      Reagindo ao encerramento do casino Rio e do casino President, os deputados Ella Lei e Leong Sun Iok instaram o Governo a acompanhar activamente a situação de emprego dos funcionários afectados, não só os contratados pela concessionária, como os empregadores dos próprios casinos, de forma que recebam ajuda oportuna. “O Governo deve receber pedidos de ajustamento de operação dos casinos, pelo que pode certamente saber com antecedência o número de funcionários envolvidos. Espera-se que as autoridades instemas operadoras de jogos a recrutar os trabalhadores afectados, nomeadamente os residentes”, solicitaram os deputadosligados à Federação das Associações dos Operários (FAOM), num comunicado enviado à imprensa.

      PONTO FINAL