Edição do dia

Segunda-feira, 27 de Maio, 2024
Cidade do Santo Nome de Deus de Macau
chuva fraca
27.9 ° C
31.5 °
26.9 °
94 %
6.2kmh
40 %
Seg
30 °
Ter
28 °
Qua
25 °
Qui
26 °
Sex
28 °

Suplementos

PUB
PUB
Mais
    More
      InícioÁsiaVietname retoma amanhã oferta de voos internacionais anteriores à pandemia

      Vietname retoma amanhã oferta de voos internacionais anteriores à pandemia

      O Vietname retoma a partir desta terça-feira, dia 15, a oferta de voos internacionais anteriores à pandemia de covid-19, eliminando as restrições que desde Março de 2020 reduziram ao mínimo as ligações comerciais, avançou ontem a imprensa local. Em declarações ao jornal digital VnExpress, citado pela agência Efe, Dinh Viet Son, vice-diretor da Administração de Aviação Civil do Vietname, afirmou que após o levantamento das restrições aos voos internacionais em 15 de Fevereiro, “a frequência de voos regressa ao nível pré-pandemia”. Segundo Dinh Viet Son, as autoridades vietnamitas informaram os países em causa desta medida e todos concordaram em retomar a ligação aérea com o Vietname, com exceção da China, que se tornou um dos últimos bastiões da estratégia zero covid-19 no mundo. O Vietname, que fechou suas fronteiras ao turismo internacional em março de 2020, começou nas últimas semanas a retomar voos comerciais com 15 países. Em simultâneo flexibilizava as restrições de entrada, com quarentena de três dias e testes negativos de covid-19 para viajantes com uma autorização de entrada. Esta nova medida pode ser um começo para a abertura nas próximas semanas ao turismo internacional, que continua restrito apesar das tentativas de abertura nos últimos meses. O Vietname, que fechou suas fronteiras ao turismo internacional no início da pandemia – em março de 2020 – só repatriou desde essa altura vietnamitas, trabalhadores estrangeiros considerados especialistas e alguns turistas. O turismo, que antes da pandemia representava cerca de 10% do Produto Interno Bruto (PIB) vietnamita, tem sido o setor que mais sofreu com as fortes restrições que as autoridades impuseram no início da pandemia. O país asiático sofreu 2,5 milhões de infecções, incluindo mais de 39 mil mortes.

      Ponto Final
      Ponto Finalhttps://pontofinal-macau.com
      Redacção do Ponto Final Macau