Edição do dia

Quarta-feira, 28 de Fevereiro, 2024
Cidade do Santo Nome de Deus de Macau
nuvens dispersas
15.9 ° C
18.9 °
15.9 °
77 %
2.1kmh
40 %
Qua
20 °
Qui
21 °
Sex
17 °
Sáb
15 °
Dom
20 °

Suplementos

PUB
PUB
Mais
    More
      Início Sociedade Expansão do lado sul do Aeroporto de Macau concluída no primeiro trimestre...

      Expansão do lado sul do Aeroporto de Macau concluída no primeiro trimestre deste ano

      A garantia foi dada pelo presidente da Autoridade de Aviação Civil (AACM), Chan Weng Hong, em resposta a uma interpelação escrita da deputada Ella Lei, que se mostrou preocupada, no início do ano, com o futuro do Aeroporto Internacional de Macau. Sobre o contrato de concessão com a Air Macau, outra preocupação levantada pela parlamentar da FAOM, a AACM nada disse.

      Em resposta a uma interpelação escrita da deputada da Assembleia Legislativa (AL) Ella Lei, o presidente da Autoridade de Aviação Civil (AACM), Chan Weng Hong, garantiu que “obra da expansão do lado sul do terminal de passageiros será concluída no primeiro trimestre deste ano e entrará em funcionamento”.
      Ella Lei tinha questionado o Governo, no início deste ano, sobre as melhorias das condições do aeroporto local, nomeadamente a sua expansão e renovação com vista a uma concorrência com os outros aeroportos na área da Grande Baía.
      A deputada da Federação das Associações dos Operários de Macau (FAOM) escudou-se ainda no Segundo Plano Quinquenal de Macau (2021-2025) para questionar o Governo sobre as tais melhorias das infra-estruturas aeronáuticas de Macau. A expansão do Aeroporto Internacional de Macau e um segundo terminal seria concluído, recorrendo a um suposto projecto de conversão de parte das instalações do novo Terminal Marítimo de Passageiros da Taipa, de acordo com o projectado.
      Relativamente à remodelação da parte das instalações do Terminal Marítimo de Passageiros da Taipa, que funcionará como segundo terminal do aeroporto, “prevê-se que a capacidade de processamento possa aumentar 1,5 a 2 milhões de passageiros por ano, estando as obras previstas para este ano”, explicou o responsável da AACM.
      Chan Weng Hong garantiu que o Aeroporto Internacional de Macau continuará a desempenhar o papel de aeroporto internacional do oeste da Grande Baía. “De acordo com o Plano Geral de Desenvolvimento, o aeroporto será expandido em fases, de modo a satisfazer o volume anual de passageiros de 15 milhões, aperfeiçoando as infra-estruturas de aviação externa de Macau. Os cinco principais aeroportos continuarão a desempenhar as suas funções na procura de ganhos mútuos”, explicou.
      O mesmo responsável referiu ainda que a abertura de forma “gradual e progressiva” do mercado de transporte aéreo de Macau é o rumo de desenvolvimento traçado pelo Governo da RAEM, tendo sido iniciados os trabalhos de revisão do regime jurídico da exploração da actividade de transporte aéreo. “O projecto do novo regime jurídico será concluído no primeiro semestre deste ano e, posteriormente, entrará em processo legislativo”, disse.
      No entanto, as questões levantadas por Ella Lei sobre a prorrogação do contrato da Air Macau por mais três anos ficaram sem resposta. A parlamentar defende que “é preciso garantir que erros na renovação de contrato com a Air Macau, a curto prazo, não se repitam” por forma a terminar com o monopólio da companhia aérea no território.

      Aeroporto com 29 mil passageiros durante o Ano Novo Chinês

      Durante as férias de Ano Novo Chinês, o Aeroporto Internacional de Macau (MIA, na sigla inglesa) registou mais de 29 mil passageiros até ao quinto dia (período de 31 de Janeiro até 5 de Fevereiro), representando um aumento de 208% no tráfego de passageiros em comparação com o mesmo período do ano passado, e aproximadamente 16% no tráfego de passageiros foi retomado a partir de 2019. Houve mais de 270 voos, um aumento de 75% em comparação com o mesmo período do ano passado, revela um comunicado da Sociedade do Aeroporto Internacional de Macau (CAM).

      PONTO FINAL