Edição do dia

Quinta-feira, 29 de Fevereiro, 2024
Cidade do Santo Nome de Deus de Macau
nuvens dispersas
16.9 ° C
16.9 °
16.9 °
82 %
3.1kmh
40 %
Qua
18 °
Qui
21 °
Sex
17 °
Sáb
16 °
Dom
20 °

Suplementos

PUB
PUB
Mais
    More
      Início Sociedade Lei Chan U deposita esperanças na quarta ponte para melhorar a segurança

      Lei Chan U deposita esperanças na quarta ponte para melhorar a segurança

      A Ponte da Amizade foi inaugurada em 1994, após a Ponte Governador Nobre de Carvalho, sendo a segunda ponte que liga a península de Macau à ilha da Taipa. Numa interpelação escrita enviada à Assembleia Legislativa, Lei Chan U mostrou-se preocupado com a segurança rodoviária da Ponte da Amizade. O deputado apontou que, devido à complexidade do ambiente de circulação, a Ponte da Amizade tem sido um dos pontos negros dos sinistros rodoviários, registando-se uma maior frequência de acidentes de viação. Não obstante do esforço dedicado pelas autoridades nos últimos anos, não se tem notado uma significativa melhoria a nível da segurança rodoviária em relação à ponte, referiu o deputado.

      O parlamentar ligado à Federação das Associação dos Operários de Macau (FAOM) lembrou que, na terça-feira passada, ocorreu um grave acidente de viação no tabuleiro da Ponte da Amizade, onde três ciclomotores colidiram. Conforme o relato, o incidente foi causado por um condutor de uma moto que não manteve uma distância segura do veículo da frente. De acordo de dados estatístico, no primeiro semestre de 2021, os números de acidentes rodoviários no local aumentaram 13,33% e 135,64%, respectivamente, em comparação com o mesmo período em 2019 e 2020. A proporção de ciclomotores e motociclos envolvidos também mostrou uma tendência ascendente, apontou o deputado.

      Para o vice-presidente da FAOM, o trabalho de melhoria para o ambiente de circulação no tabuleiro da Ponte da Amizade que as autoridades têm feito “é raramente eficaz”. O parlamentar afirmou, através de uma interpelação escrita, que nos últimos anos “as autoridades já tomaram várias medidas para melhorar a segurança de circulação no tabuleiro de ponte”. No entanto, o legislador considera que a situação de acidentes de viação na ponte “ainda é preocupante”. O membro da Assembleia Legislativa argumentou que a razão pela qual as medidas de melhoria adoptadas na Ponte da Amizade não eram efectivas tem a ver com a dificuldade inerente da Ponte da Amizade relativamente à instalação de uma via reservada a motociclos e ciclomotores.

      À medida que a construção da quarta ponte marítima Macau-Taipa será concluída em Janeiro de 2024, Lei Chan U destacou que serão instaladas barreiras de protecção contra o vento dentro da área da linha principal da nova ponte, para que a velocidade das rajadas de vento no tabuleiro da ponte não sejam superiores à velocidade de vento nos seus encontros terrestres, fazendo com que a velocidade relativa de vento no tabuleiro da ponte em caso de tufão de sinal n.º 8 seja inferior à velocidade de vento prevista nessas ocorrências, possibilitando a condução em uniformidade com a das áreas terrestres.

      O deputado surgiu que, depois de ter concluída a obra da quarta ponte marítima Macau-Taipa, os motoristas de motociclos e ciclomotores devem utilizar mais a nova ponte que se localiza no lado leste da Zona A dos novos aterros urbanos do território. Além disso, o membro da Assembleia Legislativa também pede que as autoridades intensifiquem o esforço no sentido de modelar o comportamento do condutor, e a interiorização de atitudes adequadas à segurança rodoviária, de forma a garantir a sua própria segurança e a dos outros na estrada. “Quanto à hipótese de adoptar medidas para futuramente restringir a circulação de motociclos e ciclomotores na Ponte da Amizade ainda é preciso consenso na concertação social”, acredita Lei Chan U”.

       

      D.C.

      Ponto Finalhttps://pontofinal-macau.com
      Redacção do Ponto Final Macau