Edição do dia

Segunda-feira, 26 de Fevereiro, 2024
Cidade do Santo Nome de Deus de Macau
nuvens dispersas
13.9 ° C
15.9 °
13.9 °
72 %
5.7kmh
40 %
Dom
16 °
Seg
19 °
Ter
20 °
Qua
20 °
Qui
21 °

Suplementos

PUB
PUB
Mais
    More
      Início Sociedade PS ouviu preocupações da comunidade portuguesa em Macau na APOMAC

      PS ouviu preocupações da comunidade portuguesa em Macau na APOMAC

       

      Foi realizada ontem ao final de tarde uma sessão especial de conversa do Partido Socialista (PS), com o representante Augusto Santos Silva, na sede da Associação dos Aposentados, Reformados e Pensionistas de Macau (APOMAC). A reunião, que decorreu de forma online com uma duração de cerca de uma hora, dedicou-se a “ouvir as comunidades portuguesas, abordar os seus problemas para encontrar soluções”.

      Jorge Fão, presidente Mesa da Assembleia Geral da APOMAC, frisou ao PONTO FINAL que já houve uma outra reunião anteontem com o PS, com menos participantes, para discutir principalmente as políticas de Portugal relacionadas com o território, bem como sobre a Lei Básica e a Declaração Conjunta Sino-Portuguesa sobre a Questão de Macau.

      Mostrando gratidão e considerando importante haver uma reunião na APOMAC para os membros “poderem manifestar as preocupações, apelos e pedidos”, Jorge Fão salientou ontem na ocasião o seu apelo de que Portugal mantenha uma boa relação com a China, pedindo ao Governo português para “reinventar uma nova política de aproximação da China”. Considerou que, de um nível económico e social, a criação de uma boa relação entre Portugal e a China “dá muito a ganhar”, e afastar a China seria uma política perigosa.  Nesse âmbito, Augusto Santos Silva, o actual Ministro dos Negócios Estrangeiros, enfatizou que o interesse das políticas nacionais é no povo português, que tanto está em Portugal, como espalhado em todo o mundo. Para comentar o relacionamento bilateral entre os dois países, o representante assinalou que têm uma relação “tradicional e amiga”, e contacto constante e permanente para o bem-estar da comunidade portuguesa residente na China. Entre os outros matérias da reunião remota presidida por Vítor Moutinho foram abordadas questões sobre a distribuição de fundos de pensões, execução de trabalhos políticos na Assembleia da República, bem como a continuidade da cultura e língua portuguesa na RAEM.

       

      C.C.