Edição do dia

Quinta-feira, 18 de Agosto, 2022
Cidade do Santo Nome de Deus de Macau
nuvens quebradas
25.9 ° C
27.1 °
25.9 °
94 %
6.2kmh
75 %
Qua
28 °
Qui
30 °
Sex
31 °
Sáb
29 °
Dom
29 °

Suplementos

PUB
PUB
Mais
    More
      Início Política Mak Soi Kun apela ao Governo para ter em conta as...

      Mak Soi Kun apela ao Governo para ter em conta as necessidades habitacionais dos idosos

      Mak Soi Kun apelou ao Governo através de uma interpelação onde menciona acerca das condições habitacionais dos idosos, questionando se a concepção e decoração das casas irá avançar, alertando para a possibilidade da situação se tornar caótica se o dinheiro e os recursos públicos forem desperdiçados e as instalações não servirem ao destinatário.

      O deputado Mak Soi Kun instou o Governo através de uma interpelação enviada às redacções onde faz referência às necessidades das pessoas idosas relativamente às suas residências. Na missiva acabou por levantar duas questões, nomeadamente se é possível fazer avançar a concepção e decoração de um certo número de unidades habitacionais públicas existentes de modo a corresponder às instalações fornecidas nos apartamentos de exposição para idosos, e elaborar um esquema sobre a experiência de viver em habitações para idosos, por exemplo, por grupos etários. O deputado quer saber se após a conclusão das mesmas instalações será possível algumas poderem não ser utilizadas por não satisfazem as necessidades de alguns idosos.

      Segundo Mak Soi Kun, tal pode conduzir a uma situação “caótica” em que o dinheiro e os recursos públicos são desperdiçados. “Qual é a resposta da Administração a isto?”, questiona o deputado.

      O projecto-piloto sobre habitação para idosos lançado pelo Governo nos últimos anos e recentemente inaugurado mostra que os apartamentos para os idosos têm ganho muitos comentários positivos por parte do público, refere. A título de exemplo, Mak Soi Kun menciona que alguns membros do público têm reflectido que os hábitos de vida dos idosos são bastante especiais. “Alguns membros do público referiram inclusive que o grupo padece de um pouco de esquecimento e tende a esquecer a localização dos seus pertences. Por conseguinte, estão mais preocupados que os idosos possam não ser capazes de se adaptar ao novo ambiente e instalações depois de se mudarem para a residência”, alertou. A este respeito, alguns membros do público são da opinião que cada pessoa idosa “deve ter a oportunidade de viver num apartamento”.

      Foi também mencionado que o contexto cultural, os costumes, os hábitos de vida e as necessidades de cada pessoa idosa são diferentes, e que os antecedentes culturais, costumes, hábitos de vida e necessidades de cada pessoa idosa não são iguais. “Os apartamentos são concebidos para terem um ambiente de vida tão avançado tecnologicamente que pode causar perturbações aos idosos que vivem uma vida mais simples e as suas vidas podem tornar-se desagradáveis”, alertou.

      O deputado recomenda, assim, que o Governo realize um estudo empírico para desenvolver um programa de experiência de vida em apartamentos para idosos, por exemplo, por grupo etário, sexo, saúde ou deficiência.

      Entretanto, as opiniões dos idosos sobre as instalações e as suas necessidades reais serão registadas e analisadas de modo a que as suas necessidades reais possam ser satisfeitas de uma forma orientada no futuro. “Isto permitir-nos-á satisfazer as necessidades reais dos idosos no futuro, ter instalações e atribuir unidades adequadas que sejam fáceis de operar para a maioria dos idosos de modo a aumentar a sua felicidade e utilização”, concluiu.

      DEIXE UMA RESPOSTA

      Por favor escreva o seu comentário!
      Por favor, escreve aqui o seu nome