Edição do dia

Domingo, 25 de Fevereiro, 2024
Cidade do Santo Nome de Deus de Macau
céu pouco nublado
13.7 ° C
15.9 °
13.2 °
72 %
4.6kmh
20 %
Dom
16 °
Seg
19 °
Ter
20 °
Qua
20 °
Qui
21 °

Suplementos

PUB
PUB
Mais
    More
      Início Sociedade Idoso detido por suspeita de tentativa de abuso sexual a duas crianças...

      Idoso detido por suspeita de tentativa de abuso sexual a duas crianças numa casa de banho

      Um homem, residente de Macau de 77 anos, foi detido por suspeita de tentativa de abuso sexual após ter seguido duas crianças com menos de 10 anos para uma casa de banho pública na Rua da Tribuna, onde terá tentado despir as calças dos dois rapazes. O indivíduo foi encontrado posteriormente pelas autoridades, mas alegou que estava embriagado e que não se lembrava de nada.

      Um homem de 77 anos, porteiro de profissão e residente de Macau, foi acusado do crime de abuso sexual de criança, referiram ontem as autoridades em conferência de imprensa. O idoso, relatou a polícia, é suspeito de ter tentado tirar as calças de duas crianças que estavam numa casa de banho pública de um centro comercial na Rua da Tribuna.

      O caso foi denunciado à polícia no dia 3 de Setembro por uma mulher que estava a tomar conta dos dois rapazes. Segundo contou, as duas crianças, com 9 e 7 anos, queixaram-se que um homem as tinha seguido até à casa de banho e tentado tirar-lhes as calças.

      Os dois rapazes, que foram à casa de banho sozinhos, revelaram que o homem, apesar de não ter conseguido, tentou tirar-lhes a roupa por diversas vezes. O indivíduo acabou por conseguir fugir.

      A polícia foi depois chamada ao local e as investigações iniciadas, tendo sido descoberto que a zona ao lado da casa de banho estava no raio de acção das câmaras de vigilância. Assim, os agentes abordaram o responsável do centro comercial para lhes fornecer os vídeos e foi identificado o suspeito, que foi encontrado nas redondezas.

      Depois de questionado, o homem revelou que era porteiro de um prédio perto do local e que nesse mesmo dia tinha consumido álcool e que não se lembrava de nada. O caso foi transferido para o Ministério Público.

       

      Roubou sócio e defraudou Governo em quase 400 mil patacas

      Um homem fez queixa à polícia alegando que o seu sócio de negócios estaria a roubar dinheiro da empresa. O denunciante, que apresentou queixa através do seu advogado, referiu que o seu sócio de 41 anos, com quem tem um negócio de restauração e bar na zona da Areia Preta, aproveitou para roubar dinheiro da conta conjunta da empresa durante a sua ausência.

      Quando a vítima voltou a Macau depois de meio ano fora, verificou a conta da empresa e deparou-se com o desaparecimento de 200 mil patacas. Depois, em Maio, descobriu também que houve duas transacções de mais de 399 mil patacas. Quando confrontou o sócio sobre o sucedido, este respondeu apenas que o dinheiro era dele e que a empresa não teria nada a ver com isso, apesar de se tratar da conta da empresa.

      Um curto tempo depois, a vítima revelou à polícia que suspeitou que o sócio usou o nome da empresa para pedir um subsídio à Direcção dos Serviços de Economia destinado às Pequenas e Médias Empresas, tendo o mesmo subsídio recebido a aprovação do Governo.

      Porém, depois de uma investigação aos fundos, foi descoberto que o dinheiro do subsídio do Governo tinha sido concedido apenas para a empresa e com a condição que seria para pagamento do vencimento dos trabalhadores ou para comprar produtos contra a pandemia.

      Visto isto, a vítima apresentou queixa, e depois das devidas investigações, o sócio suspeito foi chamado às instalações da Polícia Judiciária para prestar declarações. Contudo, recusou-se a responder a qualquer pergunta dos agentes. Devido às provas encontradas foi acusado dos crimes de Burla de Valor Elevado e Abuso de Confiança.