Edição do dia

Segunda-feira, 26 de Fevereiro, 2024
Cidade do Santo Nome de Deus de Macau
nuvens dispersas
13.9 ° C
14.9 °
13.9 °
77 %
7.7kmh
40 %
Seg
19 °
Ter
19 °
Qua
20 °
Qui
22 °
Sex
16 °

Suplementos

PUB
PUB
Mais
    More
      Início Sociedade Altercação dentro de edifício termina com ataque com faca a agentes da...

      Altercação dentro de edifício termina com ataque com faca a agentes da polícia

      Um homem com historial de doenças mentais foi detido pelas autoridades após uma discussão no seu apartamento, na Alameda da Tranquilidade, que terminou com uma agressão com uma faca aos agentes da autoridade. Os agentes foram chamados ao local após o suspeito ter tentado vandalizar a porta dos vizinhos, chegando mesmo a fazer ameaças com a faca.

      Um homem residente, que alegadamente sofre de problemas mentais, é suspeito de causar distúrbios aos vizinhos do piso da sua habitação, chegando mesmo a fazer ameaças com uma faca, segundo referiram ontem as autoridades.

      A polícia foi alertada por uma mulher que vive num prédio na Alameda da Tranquilidade e que alegou que no dia 21 à tarde, quando estava a chegar a casa, não conseguiu abrir a porta porque a fechadura estava entupida com algo que aparentava ser cola.

      Quando a Polícia Judiciária (PJ) se deslocou ao local para investigar houve também um alerta efectuado pela Polícia de Segurança Pública (PSP) de que um homem com alegados problemas mentais estava a demonstrar sinais de agressividade e a intimidar os seus vizinhos com uma faca no sétimo andar do prédio. Chegada ao local, a polícia descobriu mais três apartamentos que tinham cola na fechadura da porta, e que o indivíduo teria andado a intimidar pessoas pelo prédio com a faca na mão.

      Quando os agentes tentaram falar com o homem, este não abriu a porta da sua casa, nem respondeu. Os agentes conseguiram no entanto contactar o pai do homem que se deslocou ao prédio para tentar convencer o filho a esclarecer o que se tinha passado à polícia, mas sem sucesso. O homem explicou aos agentes que o filho tinha um historial de problemas mentais há 24 anos e que estava a receber tratamento no hospital e medicação.

      Depois de terem tentado negociar com o suspeito durante quatro horas, os agentes pediram ajuda dos bombeiros para tentar arrombar a porta, visto que o indivíduo tinha também bloqueado a entrada com um móvel. No entanto, o pai terá garantido às autoridades que o filho nunca tinha sido agressivo no passado, e assim os agentes decidiram voltar no dia seguinte para dar seguimento ao caso.

      Quando o homem voltou a não querer cooperar e abrir a porta, a polícia decidiu então, com a ajuda dos bombeiros, arrombar a porta visto que o suspeito continuava a demonstrar resistência, colocando um outro armário em frente à porta. Já no interior da habitação, o homem tentou agredir os agentes com a faca, chegando a fazer um corte no pescoço num deles, embora sem gravidade.

      Depois da altercação, o homem foi detido e, juntamente com os agentes policiais feridos, foi transportado para o hospital. O suspeito não justificou as razões das suas atitudes perante os agentes, segundo as autoridades, e por isso as investigações continuam a decorrer. O indivíduo tem também registo criminal num caso de roubo no qual acabou por ser ilibado devido à sua condição mental.