Edição do dia

Quinta-feira, 30 de Junho, 2022
Cidade do Santo Nome de Deus de Macau
aguaceiros fracos
26.9 ° C
31 °
26.9 °
94 %
5.1kmh
40 %
Qui
28 °
Sex
29 °
Sáb
28 °
Dom
29 °
Seg
30 °

Suplementos

PUB
PUB
Mais
    More
      Início Sociedade Nova tecnologia de nanozimas desenvolvida pela UM pode ajudar a melhorar a...

      Nova tecnologia de nanozimas desenvolvida pela UM pode ajudar a melhorar a eficácia da imunoterapia

      Uma equipa de cientistas da Faculdade de Ciências da Saúde (FHS) da Universidade de Macau (UM), liderada pelo professor Zhao Qi, desenvolveu uma nova tecnologia de nanozimas que pode aumentar os efeitos antitumorais das células T receptoras de antigénios quiméricos (CAR) remodelando o microambiente tumoral. Esta tecnologia pode ser usada para melhorar a capacidade do próprio sistema imunológico do paciente de lutar contra o tumor. O estudo foi publicado na revista académica dedicada à nanotecnologia Small, editada pela Wiley-VCH.

      Este estudo é um avanço no tratamento de tumores sólidos com células CART. A equipa de investigação descobriu que um dos principais obstáculos que limitam a terapia com células T CAR é o microambiente tumoral (TME). As nanozimas exibem méritos na modulação da imunossupressão do meio tumoral. Os cientistas adoptaram uma estratégia sinérgica combinando nanozimas e células T B7-H3 CAR em tumores sólidos. Esta nanozima com propriedades fototérmico-nanocatalíticas duplas é dotada para remodelar TME destruindo a sua estrutura compacta. A equipa descobriu que as células B7-H3 CAR T infundidas em camundongos enxertados com as células NSCLC têm actividade antitumoral superior após a ablação por nanozima do tumor. Além disso, as mudanças alteraram o ambiente do cancro hostil imunológico, resultando em activação e infiltração aumentadas de células T B7-H3 CAR. Este estudo apoia claramente que a nanozima imunomodulada com TME é uma ferramenta promissora para melhorar os obstáculos terapêuticos das células T CAR contra tumores sólidos.

      O estudante de doutoramento Zhu Lipeng é o primeiro autor do estudo, e o professor Zhao Qi é o autor correspondente. Os professores Liu Tze-Ming e Dai Yunlu, deram contribuições importantes para o estudo, que foi financiado pelo Fundo de Desenvolvimento da Ciência e Tecnologia (FDCT).

      Ponto Finalhttps://pontofinal-macau.com
      Redacção do Ponto Final Macau

      DEIXE UMA RESPOSTA

      Por favor escreva o seu comentário!
      Por favor, escreve aqui o seu nome