Edição do dia

Quarta-feira, 28 de Fevereiro, 2024
Cidade do Santo Nome de Deus de Macau
nuvens dispersas
15.9 ° C
18.9 °
15.9 °
77 %
2.1kmh
40 %
Qua
20 °
Qui
21 °
Sex
17 °
Sáb
15 °
Dom
20 °

Suplementos

PUB
PUB
Mais
    More
      Início Sociedade Novos casos de Covid-19 deixam Macau em suspenso. Segue mais um teste...

      Novos casos de Covid-19 deixam Macau em suspenso. Segue mais um teste em massa  

      Depois da descoberta de mais três casos, que andavam a “passear” na comunidade, o território ficou sujeito a mais uma testagem em massa até às 21h da próxima quinta-feira, “se possível em 48h”, como alvitrou Alvis Lo, director dos Serviços de Saúde, na habitual conferência de imprensa do Centro de Coordenação de Contingência do Novo Tipo de Coronavírus.

      O dia de ontem foi de grande agitação para as autoridades sanitárias do território. Depois de um resultado de uma amostra mista realizada no Hospital Kiang Wu, e para o qual ainda não se sabe o resultado final, ter dado “preliminarmente positivo”, os Serviços de Saúde anunciaram ao final da manhã a descoberta do 72.º caso de infecção por SARS-CoV-2 em Macau. Ao início da noite, as autoridades revelaram o 73.º caso que é colega do caso anterior e os dois trabalharam recentemente juntos. Horas depois veio a confirmação do 74.º caso, relacionado com os anteriores.

      Tem relação ao caso 72, trata-se de um homem, trabalhador da área das remodelações, oriundo Zhuhai, na China continental, com 46 anos, que, de acordo com as autoridades, viajava regularmente entre Macau e aquela cidade, todos os dias, de motocicleta.

      Após regressar à RAEM a 26 de Setembro, ficou hospedado em três hotéis diferentes: “Hotel Emperor”, no “Hotel Sands” e no “Hotel Victoria”. No sentido de regressar a Zhuhai, o indivíduo realizou três testes de ácido nucleico, nos dias 28 e 30 de Outubro, e deram negativo. Porém, um teste realizado ontem foi positivo e foi classificado como caso confirmado. O paciente não apresenta quaisquer sintomas da doença. É sabido que o homem pernoitou na companhia de um amigo que também já foi encaminhado para observação médica.

      O Hotel Emperor, o Victoria Hotel, assim como o edifício Kam Do Lei Fa Yun, situado na Rua de Pedro Coutinho, perto da Avenida Horta e Costa, foram, para já, isolados pelas autoridades policiais e designados como áreas do código vermelho.

      O Hotel Sands ficou de fora, uma vez que os Serviços de Saúde só consideraram, “após uma avaliação de risco”, aqueles hotéis onde o homem esteve após 30 de Setembro, explicou Leong Iek Hou, coordenadora do Núcleo de Prevenção e Vigilância da Doença.

      O 72.º caso de infecção pelo novo coronavírus também foi várias vezes ao Casino Oceanus localizado em Jai Alai, no entanto, referem as autoridades, a área não foi definida com código vermelho, com Leong Iek Hou dizendo que as autoridades “fizeram julgamentos com base no tempo de permanência no momento, risco de exposição, etc.”, não podendo excluir a adição de mais áreas de bloqueio. Diversos edifícios na Rua de Pedro Coutinho e na Avenida Horta e Costa foram designados como áreas de código amarelo. O paciente havia sido vacinado com duas doses da vacina inactivada Sinopharm, precisamente em Macau, a 17 de Abril e a 10 de Junho.

      Já o caso 73, as informações ainda não são muitas. Sabe-se que, apesar de ser oriundo da China continental, o homem de 52 anos, também trabalhador de remodelações de casas, vivia no edifício Son Lei situado no Bairro do Iao Hon, na zona norte da península de Macau.

      Nos dias 26 e 30 de Setembro, o seu teste de ácido nucleico deu resultado negativo. Ontem, depois de considerado contacto próximo do 72.º caso, um teste de ácido nucleico deu resultado positivo e foi confirmado. O homem tinha sido inoculado com duas doses da vacina inactivada Sinopharm em Macau nos dias 3 de Junho e 3 de Agosto.

      Por fim o 74.º caso, um homem de 40 anos de idade, trabalhador não residente e de nacionalidade vietnamita. De acordo com informação apresentada pelo paciente, este trabalhava no mesmo local dos casos 72 e 73.

      No dia 25 de Setembro efectuou o teste de ácido nucleico com resultado negativo, mas ontem, depois de considerado como contacto próximo do 73.º caso, o seu teste de ácido nucleico deu resultado positivo e foi confirmado.

      O indivíduo recebeu apenas uma dose da vacina chinesa da Sinopharm recentemente, no dia 15 de Setembro. Encontra-se assintomático e foi encaminhado ao Centro Clínico de Saúde Pública, no Alto de Coloane, para diagnóstico e tratamento aprofundados.

      Os Serviços de Saúde continuam a investigar a causa de infecção e o percurso total dos três homens.

      Os novos casos, entretanto, já levaram as autoridades da cidade vizinha de Zhuhai, de onde é originário o paciente, a decidir-se pelo cancelamento do levantamento das medidas de quarentena por 14 dias previamente programadas.

       

      Sigam os testes e uma incógnita

      Entretanto, as autoridades de saúde anunciaram que uma terceira iniciativa de testes em massa decorrerá até às 21h de 7 de Outubro, quinta-feira, ainda que o director dos Serviços de Saúde tenha a expectativa que a testagem consiga ser realizada em 48h. O mesmo responsável aconselhou, igualmente, os residentes que foram vacinados a esperar pelo menos 48h após a vacinação para fazer o teste, pois isso poderia gerar “falsos positivos”. “Temos de verificar o objectivo do teste em massa, que é o de verificar se há casos ocultos na comunidade”, acrescentou Alvis Lo.

      Haverá um total de 41 estações de teste de ácido no novo plano, aberto 24 horas por dia. Os testes serão gratuitos.

      Na manhã de ontem já as autoridades haviam anunciado um resultado “preliminarmente positivo” numa amostra mista de 10 testes de ácido nucleico realizadas no Hospital Kiang Wu. As autoridades estão agora a testar cada uma das 10 pessoas novamente e separadamente no Centro Hospitalar Conde de São Januário.

      Tudo está em aberto neste momento. Confrontadas com a possibilidade de encerramento de casinos, os Serviços de Saúde apenas indicaram que isso seria avaliado à medida que a iniciativa da testagem em massa progredisse.

      O estado de emergência imediata, decretado no último surto, a 25 de Setembro, continua em vigor, esclareceram ainda as autoridades.

      Dados relativos ao dia de ontem mostram que foram administradas até ao momento 692.861 doses de vacinas contra a Covid-19. 380.303 pessoas foram inoculadas, sendo que a primeira dose já foi administrada a 65.618 indivíduos e 314.685 pessoas estão totalmente imunizadas, com duas doses. Nas últimas 24h, ocorreram 13 notificações de eventos adversos (13 eventos adversos ligeiros e nenhum grave, tendo sido sete casos relacionados com a vacina inactivada da chinesa Sinopharm e seis casos da vacina mRNA da germânica BioNTech). Desde o início do programa de vacinação em Macau que ocorreram 2.978 notificações de eventos adversos, tendo sido a sua maioria (2.970) considerados adversos ligeiros e apenas oito graves.

      O programa de vacinação encontra-se agora suspenso enquanto decorre a testagem em massa à população de Macau numa altura em que cerca de 55% da população já se encontra inoculada, pelo menos, com a primeira dose da vacina de Covid-19, valores ainda muito longes da tão esperada imunidade de grupo que se deve cifrar nos 80 a 85% de pessoas vacinadas.