Edição do dia

Quinta-feira, 29 de Fevereiro, 2024
Cidade do Santo Nome de Deus de Macau
nuvens dispersas
15.9 ° C
17.9 °
15.9 °
88 %
3.1kmh
40 %
Qui
21 °
Sex
17 °
Sáb
16 °
Dom
20 °
Seg
22 °

Suplementos

PUB
PUB
Mais
    More
      Início Economia Segundo Plano Quinquenal focado na diversificação económica

      Segundo Plano Quinquenal focado na diversificação económica

      Foi apresentado ontem o documento da consulta pública sobre o Segundo Plano Quinquenal de Desenvolvimento Socioeconómico da RAEM (2021-2025). Segundo o documento de consulta, os próximos cinco anos serão dedicados a tentar diversificar a economia, mas sem deixar de pensar na indústria do jogo, que servirá de base aos outros sectores. Emprego, habitação e cooperação com Guangdong são outros dos temas em destaque. A consulta pública começa amanhã e o Governo quer o texto final do Plano Quinquenal até ao final do ano.

      A Direcção dos Serviços de Estudo de Políticas e Desenvolvimento Regional (DSEPDR) apresentou ontem o documento da consulta pública sobre o Segundo Plano Quinquenal de Desenvolvimento Socioeconómico da RAEM (2021-2025). A consulta pública começa amanhã e o Governo quer ter o documento finalizado até ao final do ano.

      Segundo o documento de consulta, a aceleração da diversificação da economia de Macau está na base do projecto. O Plano Quinquenal sugere o desenvolvimento e o fabrico de produtos de medicina tradicional chinesa para fomentar o desenvolvimento da indústria da saúde; a aceleração do desenvolvimento das finanças modernas; o impulsionamento da inovação tecnológica e o desenvolvimento da indústria de tecnologias avançadas; o impulsionamento da indústria cultural e desportiva; e a consolidação do turismo e lazer. Para acelerar a diversificação da economia, o plano propõe a elevação da competitividade das pequenas e médias empresas e a melhoria do ambiente comercial.

      Aos jornalistas, Cheong Chok Man, director da DSEPDR, explicou que o objectivo desta diversificação económica é consolidar a indústria do jogo como uma base para desenvolver outras indústrias. “Queremos que haja um sector de jogo saudável que se desenvolva de forma estável”, afirmou o responsável.

      O Segundo Plano Quinquenal da RAEM também fala na concretização da política “habitação de diferentes níveis”, através do plano de oferta de habitação pública, da construção da habitação para a classe sanduíche, da residência para idosos e do desenvolvimento do mercado imobiliário.

      O projecto quer também elevar os níveis dos cuidados médicos e de saúde de Macau e assegurar os direitos e interesses dos residentes no que diz respeito ao emprego. Por outro lado, com o Plano Quinquenal, vai haver uma tentativa de aperfeiçoamento do sistema do regime de segurança social, de desenvolvimento da cultura, educação, juventude e talentos, e da construção e urbana. Este Segundo Plano Quinquenal também prevê um aperfeiçoamento do sistema de defesa nacional através do aperfeiçoamento do regime jurídico e com a consolidação da sensibilização sobre a defesa da segurança.

      Outro tema em foco é a “integração na conjuntura geral do desenvolvimento nacional”. A DSEPDR explicou que este capítulo tem a ver com a aceleração da construção da zona de cooperação aprofundada entre Guangdong e Macau em Hengqin. Segundo o projecto, serão abertos novos espaços para o desenvolvimento de Macau, o que proporcionará o desenvolvimento de novas indústrias e a inovação de mecanismos institucionais e das políticas. O projecto prevê também que, nos próximos cinco anos, haja uma participação de Macau na construção da Grande Baía e no projecto ‘Uma Faixa, Uma Rota’.