Edição do dia

Segunda-feira, 16 de Maio, 2022
Cidade do Santo Nome de Deus de Macau
nuvens dispersas
19.9 ° C
19.9 °
18.8 °
88 %
8.2kmh
40 %
Seg
21 °
Ter
24 °
Qua
25 °
Qui
25 °
Sex
26 °

Suplementos

PUB
PUB
Mais
    More

      Autor

      Jornalista

      Hugo Pinto

      Últimos Artigos

      Macau em estado de sítio (parte I)

        Em 1949, um escritor que se tornara eminente nos domínios surrealistas e da literatura fantástica, fazia o balanço do desvairado século (ainda só a...

      “O melhor é sofrer”

      Não foi à custa da guerra que os portugueses se estabeleceram em Macau, mas a sua presença no território esteve implicada em constantes e...

      Princípios da harmonia

      Em 1564, pouco depois do estabelecimento de portugueses, escrevendo aos confrades em Goa, um jesuíta descrevia Macau como uma terra sem chefe nem lei,...

      Públicos pecados privados de virtude

      Se a pedregosa China era impenetrável, como lamentava o missionário jesuíta Alessandro Valignano, Macau era porosa, permeável, apesar da sua geografia – uma península...

      Goa, rainha decadente do Oriente

      O historiador Paulo Varela Gomes (“As igrejas dos católicos de Goa”, 2010) chamou-lhe “o descalabro da cidade de Velha Goa”, fenómeno que, a partir...

      A vida adiada

        Ao fim de mais de dois anos de pandemia, mesmo com o generalizado regresso à normalidade permitido pela vacinação e por uma variante menos...

      A literatura portuguesa não se dá no “ambiente exótico” (II)

      “A essa literatura de imaginação, toda tecida de aventura de sabor exótico, bem sabem as modernas potências coloniais quanto podem atribuir de responsabilidades na...

      A literatura portuguesa não se dá no “ambiente exótico”

      Portugal entrou no século XX, o século de todas as transformações, do futuro, a ansiar pela glória do passado. Velho hábito de um país...

      Outros Autores