Edição do dia

Terça-feira, 18 de Junho, 2024
Cidade do Santo Nome de Deus de Macau
nuvens dispersas
30.6 ° C
33.2 °
29.9 °
89 %
4.6kmh
40 %
Ter
31 °
Qua
31 °
Qui
30 °
Sex
30 °
Sáb
30 °

Suplementos

PUB
PUB
Mais
    More
      InícioCulturaMacau seleccionada como Cidade Cultural da Ásia Oriental 2025

      Macau seleccionada como Cidade Cultural da Ásia Oriental 2025

      Macau conquistou o título de Cidade Cultural da Ásia Oriental 2025, anunciou ontem o Governo. A distinção será atribuída oficialmente em Setembro, durante a 15.ª Conferência dos Ministros da Cultura da China, do Japão e da Coreia do Sul.

       

      Macau foi eleita como Cidade Cultural da Ásia Oriental 2025. Esta iniciativa é da responsabilidade da China, Japão e Coreia do Sul, que organizam uma conferência trilateral para “potenciar as vantagens dos profundos laços históricos e culturais, contextos culturais partilhados e tradições culturais semelhantes” entre os três países.

      Em Setembro deste ano, a 15.ª Conferência dos Ministros da Cultura da China, do Japão e da Coreia do Sul será realizada no Japão. Nessa altura, serão atribuídos os títulos às Cidades Culturais da Ásia Oriental 2025.

      No comunicado em que anunciou a nomeação de Macau, o gabinete da secretária para os Assuntos Sociais e Cultura assegurou que a cidade “irá continuar a maximizar as suas vantagens de convergência das culturas chinesa e ocidental e de intercâmbios internacionais, aprofundando a cooperação e intercâmbio das culturas e turismo da Ásia Oriental e divulgando ao mundo as histórias chinesas”.

      Em comunicado, o Governo explica que esta iniciativa entre os três países pretende fomentar o intercâmbio e cooperação nas áreas da cultura, das artes e do turismo, reforçando a competitividade cultural a nível internacional dentro das respectivas regiões.

      A secretária para os Assuntos Sociais e Cultura assinala que “promoveu activamente a candidatura”, criando um grupo de trabalho intersecretarial e interdepartamental, responsável pelo trabalho de construção urbana e pela preparação para o ano do evento.

      Após a análise preliminar e visitas ‘in loco’ da unidade de avaliação, seis cidades candidatas foram seleccionadas para entrar na apreciação final. Em Maio deste ano, a secretária Elsie Ao Ieong, em representação do Governo da RAEM, liderou uma delegação para participar na apreciação final. A RAEM acabou mesmo por conquistar o 1.º lugar na apreciação final e conseguiu o mérito de Cidade Cultural da Ásia Oriental 2025.

      “Sendo seleccionada como Cidade Cultural da Ásia Oriental, o Governo da RAEM irá potenciar o seu papel como um importante elo de ligação na iniciativa ‘Um Faixa, Uma Rota’, fortalecendo o intercâmbio cultural e artístico internacional e, sob o tema ‘Encontro do Oriente com o Ocidente e harmonia asiática’, desenvolvendo uma série de planos de actividades para o ano do evento, nomeadamente, exposições culturais, conferências internacionais, exposições e espectáculos  de património cultural intangível e acções culturais, desportivas e turísticas”, lê-se no comunicado de imprensa do Governo.

      Além disso, refere o Executivo, a RAEM irá aproveitar esta selecção para “expandir ainda mais a singularidade cultural da cidade, melhorar a construção de sistemas e instalações de serviços culturais públicos e aprofundar o papel de Macau como ‘uma base de intercâmbio e cooperação para a promoção da coexistência multicultural, com predominância da cultura Chinesa’, promovendo o intercâmbio e aprendizagem mútuos entre as civilizações chinesa e estrangeira”.