Edição do dia

Sábado, 22 de Junho, 2024
Cidade do Santo Nome de Deus de Macau
nuvens dispersas
30.9 ° C
31.9 °
30.9 °
79 %
4.1kmh
40 %
Sáb
31 °
Dom
30 °
Seg
30 °
Ter
30 °
Qua
30 °

Suplementos

PUB
PUB
Mais
    More
      InícioGrande ChinaDiscussões positivas entre responsáveis pela defesa da China e dos EUA, diz...

      Discussões positivas entre responsáveis pela defesa da China e dos EUA, diz Pequim

      O Ministério da Defesa da China disse que as conversações entre o secretário de Defesa dos Estados Unidos, Lloyd Austin, e o homólogo chinês, Dong Jun, ontem em Singapura, foram “positivas, práticas e construtivas”. Ainda assim, Wu Qian, porta-voz do ministro da Defesa chinês, disse aos jornalistas que Dong avisou Austin que as acções dos EUA em apoio de Taiwan representam uma grave violação do princípio ‘Uma só China’.

      Os dois responsáveis pela defesa encontraram-se, pela primeira vez desde Novembro de 2022, para discutir as relações bilaterais, à margem do Diálogo de Shangri-La, um fórum de defesa que decorre até domingo.

      O fórum anual, que reúne responsáveis da defesa de todo o mundo, tornou-se um barómetro das relações entre os EUA e a China nos últimos anos. A reunião aconteceu uma semana depois de grandes manobras militares lideradas pela China à volta de Taiwan, cuja soberania é reivindicada por Pequim.

      A China acusou o novo líder do governo de Taiwan, Lai Ching-te, de estar a empurrar a ilha para “uma guerra” e qualificou-o de “separatista perigoso”.

      Pequim não vê com bons olhos o reforço dos laços de defesa entre Washington e a região da Ásia-Pacífico, nomeadamente com as Filipinas, e o envio regular de navios de guerra e caças para o Estreito de Taiwan e para o mar do Sul da China.

      Washington e Pequim têm intensificado as comunicações para atenuar as divergências, tendo o secretário de Estado norte-americano, Antony Blinken, visitado Pequim e Xangai no mês passado. Uma das prioridades tem sido o reatamento do diálogo entre militares.

      Pequim suspendeu as conversações militares com Washington no final de 2022, em resposta a uma visita a Taiwan de Nancy Pelosi, então presidente da Câmara dos Representantes, a câmara baixa do parlamento dos Estados Unidos. Mas, após uma cimeira entre o líder chinês, Xi Jinping, e o Presidente dos EUA, Joe Biden, em novembro passado, as duas potências concordaram em retomar as conversações militares.

      Ponto Final
      Ponto Finalhttps://pontofinal-macau.com
      Redacção do Ponto Final Macau