Edição do dia

Quarta-feira, 19 de Junho, 2024
Cidade do Santo Nome de Deus de Macau
chuva fraca
30.9 ° C
32.9 °
30.9 °
84 %
5.1kmh
40 %
Qua
31 °
Qui
30 °
Sex
30 °
Sáb
30 °
Dom
30 °

Suplementos

PUB
PUB
Mais
    More
      InícioEconomiaActivos do sector financeiro de Macau ascendem a 2,6 biliões de patacas

      Activos do sector financeiro de Macau ascendem a 2,6 biliões de patacas

      A Autoridade Monetária de Macau (AMCM) informou que no final do primeiro trimestre do ano corrente, o total de activos do sector financeiro de Macau ascendia a cerca de 2,6 biliões de patacas, o que representa um aumento de mais de 20% em comparação com o final de 2019.

      Em comunicado, a AMCM disse também que, até à data, existem 100 instituições financeiras autorizadas para operar em Macau, tendo sido adicionados 13 novos tipos de instituições financeiras, em comparação com 2019. Por outro lado, no final do primeiro trimestre do ano corrente, o montante acumulado das obrigações emitidas ou cotadas em Macau atingiu o equivalente a 614,7 mil milhões de patacas.

      A AMCM informou também que está actualmente a debater com instituições internacionais de depósito central de valores mobiliários opções viáveis de interligação e cooperação, e está também a actualizar a Central de Depósitos de Valores Mobiliários de Macau.

      No que respeita aos fundos de oferta privada, ao abrigo das medidas destinadas a facilitar a constituição de sociedades de gestão de fundos estabelecidas pela AMCM e a Direcção dos Serviços de Desenvolvimento Financeiro da Zona de Cooperação Aprofundada entre Guangdong e Macau em Hengqin, foi aprovada este ano a primeira sociedade recomendada para constituir uma sociedade de gestão de fundos em Macau, a fim de se especializar na gestão de fundos de investimento.

      A AMCM reforçou, no primeiro trimestre, a optimização da “Gestão Financeira Transfronteiriça” estabelecida na Grande Baía Guangdong-Hong Kong-Macau, a qual passa, principalmente, pela optimização dos requisitos de acesso dos investidores às “Transacções em Direcção ao Sul”, pelo alargamento do âmbito das instituições participantes e dos produtos de gestão financeira qualificados, bem como pelo aumento da quota dos investidores individuais. Até final do primeiro trimestre, foram registadas um total de 21.100 contas das “Transacções em Direcção ao Norte” e das “Transacções em Direcção ao Sul”, tendo acumulado 11.200 transacções.

      Ponto Final
      Ponto Finalhttps://pontofinal-macau.com
      Redacção do Ponto Final Macau