Edição do dia

Segunda-feira, 17 de Junho, 2024
Cidade do Santo Nome de Deus de Macau
nuvens dispersas
27.9 ° C
29.9 °
27.9 °
94 %
4.6kmh
40 %
Dom
28 °
Seg
30 °
Ter
30 °
Qua
30 °
Qui
30 °

Suplementos

PUB
PUB
Mais
    More
      InícioPolíticaGoverno quer integrar elementos de saúde em todas as políticas públicas

      Governo quer integrar elementos de saúde em todas as políticas públicas

      Elsie Ao Ieong, secretária para os Assuntos Sociais e Cultura, está em Genebra, na Suíça, para participar na 77.ª Assembleia Mundial da Saúde, que decorre até ao próximo sábado. Na ocasião, a secretária falou sobre o novo Hospital das Ilhas e disse que Macau tem como objectivo integrar elementos de saúde em todas as políticas públicas.

       

      A 77.ª Assembleia Mundial de Saúde começou na segunda-feira e termina no sábado, 1 de Junho, em Genebra. O tema do debate geral é “Todos pela Saúde, Saúde para Todos”. Elsie Ao Ieong está na Suíça para participar na assembleia, onde falou sobre as políticas de saúde da RAEM.

      A secretária para os Assuntos Sociais e Cultura teve um encontro com Chen Xu, representante permanente da China junto do Escritório das Nações Unidas em Genebra, e com Cao Xuetao, subdirector da Comissão Nacional de Saúde. Segundo um comunicado do Governo, Chen Xu pediu que fosse transmitida a “voz da China”, e Cao Xuetao instou a secretária a mostrar os resultados do país na área da saúde.

      Elsie Ao Ieong afirmou que, com o lançamento e a implementação da “Iniciativa China Saudável 2019-2030”, o Governo de Macau vai lançar, em breve, o projecto “Macau Saudável”, caracterizado pelo “planeamento a longo prazo, reforço de design de alto nível e mobilização da participação de toda a população”.

      “Através da definição de estratégias de acção e dos objectivos concretos de saúde, será concretizado o conceito de ‘dar prioridade à saúde da população'”, afirmou a secretária, explicando que o objectivo do Executivo da RAEM é “integrar os elementos de saúde em todas as políticas públicas, conjugando os recursos das áreas de saúde, educação, cultura e desporto, entre outras, para atingir o objectivo de ‘Macau saudável 2030′”.

      Na ocasião, Elsie Ao Ieong assinalou a aposta de Macau na indústria da medicina tradicional chinesa e a inauguração do Hospital Macau Union – o novo Hospital das Ilhas. Actualmente, o Hospital Macau Union está em funcionamento experimental, sendo que “os preparativos para a sua entrada em funcionamento total estão a correr bem, estando já reunidas as capacidades para a realização de testes laboratoriais”, tendo-se já iniciado, a título experimental, a recepção de doentes transferidos pelos Serviços de Saúde provenientes das consultas externas diferenciadas do Centro Hospitalar Conde de São Januário. A inauguração oficial do novo Hospital das Ilhas está prevista para 16 de Setembro.

      “No futuro, o Hospital Macau Union irá desempenhar um papel de liderança, através das suas tecnologias médicas avançadas e serviços médicos de alta qualidade, sendo pioneiro no uso de medicamentos e equipamentos médicos líderes a nível mundial, atraindo mais visitantes para Macau com o objectivo de medicina, cuidados de saúde e bem-estar”, afirmou a secretária, citada em comunicado.

      A governante ainda assinalou que Macau está a planear a elaboração de um regime jurídico para a actividade de instituições privadas prestadoras de cuidados de saúde, no qual será criado um novo tipo de licença para o Hospital de dia entre o hospital e a clínica.