Edição do dia

Terça-feira, 18 de Junho, 2024
Cidade do Santo Nome de Deus de Macau
chuva forte
30.7 ° C
33.7 °
29.9 °
89 %
4.1kmh
40 %
Ter
31 °
Qua
30 °
Qui
30 °
Sex
30 °
Sáb
30 °

Suplementos

PUB
PUB
Mais
    More
      InícioSociedadeRegistado aumento no número de consultas externas dos hospitais

      Registado aumento no número de consultas externas dos hospitais

      No ano passado, foram realizadas 1.957.000 consultas externas nos hospitais de Macau, ou seja, mais 1,3% em comparação com 2022, informou ontem a Direcção dos Serviços de Estatística e Censos (DSEC). O número de médicos e enfermeiros por cada milhar de habitantes manteve-se praticamente inalterado.

       

      A Direcção dos Serviços de Estatística e Censos (DSEC) divulgou ontem os dados estatísticos relativos à saúde, que mostram que o número de atendimentos nas consultas externas dos hospitais chegou aos 1.957.000, ou seja, mais 1,3% em comparação com 2022.

      Destaque para os serviços de urgência, onde foram atendidos 461.000 indivíduos, mais 23,6%, em termos anuais. Nos estabelecimentos de cuidados de saúde primários foram atendidos 3.790.000 indivíduos (mais 20,9%, em termos anuais), dos quais 2.917.000 (mais 22,9%) foram atendidos nos consultórios particulares, representando 77% do total.

      A DSEC diz ainda que, das consultas externas nos hospitais, cerca de 242.000 foram referentes a consultas de medicina tradicional chinesa, mais 8,3% em comparação com 2022. Este número representou 12,4% do total, seguindo-se as consultas de medicina física e de reabilitação, com 237.000, e medicina interna, com 225.000.

      Apesar do maior número de consultas, o número de médicos por cada milhar de habitantes manteve-se idêntico. Existiam, em 2023, 2,9 médicos por 1.000 habitantes (tal como no ano anterior), 1,1 médicos de medicina tradicional chinesa/mestres de medicina tradicional chinesa por 1.000 habitantes (rácio também semelhante a 2022) e 4,4 enfermeiros por 1.000 habitantes (mais 0,1, em termos anuais).

      No fim do ano 2023, havia em Macau um total de 1.980 médicos inscritos, 728 médicos de medicina tradicional chinesa/mestres de medicina tradicional chinesa inscritos e 2.980 enfermeiros inscritos, mais 15, 4 e 117, respectivamente, face ao fim do ano 2022.

      Com a inauguração do novo Hospital das Ilhas, em Dezembro de 2023, o número de hospitais em Macau aumentou para cinco. No ano passado, existiam em Macau 1.882 camas de internamento, mais 161, em termos anuais, devido às camas de internamento instaladas no Edifício de Especialidade de Saúde Pública em Outubro de 2023. Por seu turno, havia 732 estabelecimentos de cuidados de saúde primários (como sejam os centros de saúde e os consultórios particulares), mais dois, em termos anuais.

      A DSEC fez também as contas às dádivas de sangue recebidas no ano passado, que totalizaram 18.468, mais 1,4%, em termos anuais e 19,6%, face a 2019. O número de dadores de sangue do grupo etário dos 25 aos 34 anos (31% do total) foi o mais elevado, seguindo-se o do grupo etário dos 35 aos 44 anos (29,7% do total). Além destes, 3.007 indivíduos doaram sangue pela primeira vez, registando-se um crescimento ligeiro de 0,2%, em termos anuais.