Edição do dia

Sábado, 25 de Maio, 2024
Cidade do Santo Nome de Deus de Macau
nuvens dispersas
26.4 ° C
28.2 °
25.9 °
94 %
4.1kmh
40 %
Sáb
27 °
Dom
26 °
Seg
27 °
Ter
29 °
Qua
25 °

Suplementos

PUB
PUB
Mais
    More
      InícioPolíticaDirector do Gabinete de Ligação sugere restrições online em Macau

      Director do Gabinete de Ligação sugere restrições online em Macau

      Zheng Xincong, director do Gabinete de Ligação do Governo Central na RAEM, sugeriu ontem o reforço da gestão do espaço cibernético e a construção de um “círculo concêntrico online e offline”. O objectivo é, segundo o responsável, “resistir resolutamente aos impactos de pensamentos erróneos e enganosos”.

      Zheng Xincong, director do Gabinete de Ligação do Governo Popular Central na RAEM, defendeu ontem, no seu discurso na cerimónia de inauguração da Exposição sobre a Educação da Segurança Nacional, o reforço policial e sugeriu que o espaço online em Macau deve ser controlado.

      Na ocasião, o responsável começou por dizer que Macau deve “fortalecer o sistema jurídico e o mecanismo de execução”, de forma a construir “uma barreira sólida à defesa da segurança nacional”.

      “É importante pensar na adversidade em tempos de paz”, afirmou Zheng, acrescentando que Macau deve “fortalecer o sistema de execução da segurança nacional, sobretudo reforçar o pessoal policial e judicial para prevenir efectivamente os riscos”.

      O responsável sugeriu restrições à internet na região, dizendo que “é necessário fortalecer a gestão do espaço cibernético, de acordo com a lei, resistir resolutamente aos impactos de pensamentos erróneos e enganosos, e construir um círculo concêntrico online e offline”.

      Em segundo lugar, Zheng Xincong avisou que “é preciso implementar plenamente o princípio de ‘Macau governado por patriotas’, promovendo os valores essenciais do amor à pátria e a Macau”. O responsável do Governo Central sublinhou que “é necessário estabelecer a orientação governativa, promover activamente reformas da administração pública e das leis, melhorar continuamente a eficácia da governança, e promover a estabilidade e a prosperidade de Macau através de uma boa governação”.

      Na perspectiva do responsável, é também importante persistir em grande unidade e união, estar empenhado em unir mais consensos e reforçar a sinergia, e consolidar a base social e política do amor à pátria e a Macau”. “É necessário criar mais plataformas para o estudo, de emprego, de empreendedorismo, e oportunidades promocionais dos jovens, para que os valores essenciais do amor à pátria e a Macau sejam transmitidos de geração em geração”, afirmou.

      Por outro lado, Zheng Xincong defendeu também que, para salvaguardar a segurança nacional, há que melhorar o bem-estar da população. “É importante melhorar o ambiente de negócios, construir bem ‘um centro, uma plataforma, uma base’, envidar esforços para criar novas forças produtivas, optimizar as indústrias tradicionais e desenvolver as indústrias emergentes estratégicas”, referiu, acrescentando a construção da Zona de Cooperação Aprofundada em Hengqin como um factor importante para o bem-estar da população.

      O director do Gabinete de Ligação assinalou também que “é preciso manter os pontos fortes e o papel único de Macau, contribuindo para a modernização chinesa”. Zheng defendeu que Macau deve ser aproveitada para “divulgar melhor a civilização chinesa, promover os intercâmbios culturais internacionais, e servir o desenvolvimento nacional de alta qualidade”.

      “A felicidade do povo necessita da segurança nacional”, afirmou Zheng Xincong, sublinhando que “a segurança nacional é o maior benefício para o povo”. “Desde o retorno de Macau à pátria, o Governo da RAEM e todos os sectores da sociedade insistiram na responsabilidade inerente a ‘um país’, que não se distingue por ‘dois sistemas’ em questões de segurança nacional, mostrando um forte sentimento nacional e o espírito patriótico”, concluiu Zheng Xincong.