Edição do dia

Sábado, 25 de Maio, 2024
Cidade do Santo Nome de Deus de Macau
nuvens dispersas
26.4 ° C
28.2 °
25.9 °
94 %
4.1kmh
40 %
Sáb
27 °
Dom
26 °
Seg
27 °
Ter
29 °
Qua
25 °

Suplementos

PUB
PUB
Mais
    More
      InícioEconomiaCerca de 85% das provas de vida tratadas foram feitas por via...

      Cerca de 85% das provas de vida tratadas foram feitas por via electrónica

      A Direcção dos Serviços de Administração e Função Pública (SAFP) informou ontem que foram até ao momento tratadas 175 mil provas de vida relativas a este ano, sendo que 85% foram feitas por via electrónica. Por outro lado, 99 mil pessoas efectuaram a sua prova de vida online mediante a Conta única, “o que demonstra que os cidadãos admitem e reconhecem que a Conta Única de Macau é um serviço electrónico conveniente para a população”, lê-se no comunicado dos SAFP.

      As autoridades aproveitaram para apelar aos residentes que ainda não efectuaram a prova de vida, nomeadamente beneficiários da pensão para idosos, da pensão de invalidez, do subsídio de invalidez e do regime de aposentação e sobrevivência, bem como beneficiários do subsídio para idosos que residem fora de Macau, para que optem por fazer as formalidades para o efeito mediante a Conta Única de Macau.

      Segundo os SAFP, actualmente mais de 580 mil pessoas aderiram à Conta Única, que proporciona mais de 360 modalidades de serviços públicos. Para além da prova de vida exigida pelos três serviços públicos referidos que pode ser efectuada mediante a Conta Única de Macau, o Governo da RAEM coloca também à disposição os serviços de segurança social e de assistência médica prestados por meio desta plataforma digital e sem a necessidade de deslocação aos balcões de atendimento, incluindo o requerimento do subsídio para idosos do Instituto de Acção Social, o requerimento da pensão para idosos e da pensão de invalidez do Fundo de Segurança Social.

      Por outro lado, a “Minha saúde” da Conta Única de Macau tem como funcionalidades a marcação de consultas externas, o encaminhamento de casos, a consulta do registo clínico individual e de vacinação, bem como o requerimento do subsídio para seguro de saúde dos residentes da RAEM no interior da China.

       

       

      Ponto Final
      Ponto Finalhttps://pontofinal-macau.com
      Redacção do Ponto Final Macau