Edição do dia

Sábado, 20 de Abril, 2024
Cidade do Santo Nome de Deus de Macau
trovoada com chuva
26.9 ° C
26.9 °
24.9 °
89 %
2.1kmh
40 %
Sáb
27 °
Dom
27 °
Seg
24 °
Ter
24 °
Qua
25 °

Suplementos

PUB
PUB
Mais
    More
      InícioLusofoniaTAP com lucro recorde de 177,3 milhões de euros no ano passado

      TAP com lucro recorde de 177,3 milhões de euros no ano passado

      A TAP alcançou no ano passado o maior resultado líquido de sempre, com um lucro de 177,3 milhões de euros, enquanto as receitas ultrapassaram pela primeira vez os 4.000 milhões de euros, anunciou a empresa. Num comunicado ontem divulgado, a transportadora aérea portuguesa informa que o lucro mais do que duplicou face ao ano anterior, em que o resultado líquido se tinha ficado pelos 65,3 milhões de euros. Citado no comunicado, o presidente executivo, Luís Rodrigues, considera que “os bons resultados de 2023 confirmam o caminho de recuperação efectuado nos últimos anos pela TAP”. Contudo, os lucros da companhia poderiam ter sido superiores se o último trimestre do ano não tivesse voltado ao prejuízo, com um resultado negativo de 26,2 milhões, o que acabou por penalizar as contas da empresa, que em setembro apresentava um resultado líquido superior a 203 milhões de euros. As receitas operacionais em 2023 atingiram também o valor mais alto de sempre da história do Grupo, atingindo um valor de 4,2 mil milhões, uma subida de 730 milhões (+20,9%) face a 2022.

      A TAP registou em 2023 um EBITDA Recorrente (resultado líquido somado a juros pagos, impostos, depreciações e amortizações) de 871,6 milhões, com uma margem de 21%. A transportadora aérea portuguesa terminou o ano com “uma posição de liquidez forte” de 789,4 milhões de euros, “reforçando o caminho de desalavancagem com uma melhoria do rácio Dívida Financeira Líquida / EBITDA a 31 de dezembro de 2023”, refere a nota. A companhia refere ainda que este ano “vai continuar a ser executada a estratégia para transformar a TAP numa companhia aérea estruturalmente sustentável”, melhorando as operações e “fortalecendo o foco nos mercados-chave” e “gerindo a pressão sobre os custos”. No comunicado, o presidente executivo da TAP destaca “o aumento da pontualidade e da regularidade na segunda metade do ano, bem como do NPS (que mede o índice de satisfação do cliente)”.

      Ponto Final
      Ponto Finalhttps://pontofinal-macau.com
      Redacção do Ponto Final Macau